Escritório Königsberger Vannucchi aposta em transparência para integrar o Sesc à Avenida Paulista, em São Paulo

Escritório Königsberger Vannucchi aposta em transparência para integrar o Sesc à Avenida Paulista, em São Paulo

Após sete anos fechado para reforma, o novo Serviço Social do Comércio (Sesc) Avenida Paulista, em São Paulo, será inaugurado no dia 29 de abril. Com projeto do escritório Königsberger Vannucchi, o prédio foi criado para ser uma extensão da avenida, um território livre onde qualquer um pode entrar e usufruir de determinadas áreas. O prédio original foi projetado por Sérgio Pileggi e Euclides de Oliveira nos anos 70.

Uma das primeiras coisas que se fica clara logo que se olha para o edifício é sua transparência. Com muitos vidros, terraços e áreas abertas, os usuários poderão sempre olhar para a Avenida Paulista e seus arredores, assim como serem visualizados pelo público de fora. Todos os andares, instalações e estruturas foram feitos apoiados no tema “Corpo-Arte-Tecnologia”.

Leia mais

Giovanni Vaccarini cria envelopamento de vidro multifacetado que reproduz, de acordo com a imagem do entorno, diferentes nuances de cores e reflexos em edifício na Suíça

Giovanni Vaccarini cria envelopamento de vidro multifacetado que reproduz, de acordo com a imagem do entorno, diferentes nuances de cores e reflexos em edifício na Suíça

O contraste da arquitetura proposta por Giovanni Vaccarini para a Swiss Société Privée de Gérance (SPG), construída na Route de Chêne, e o centro histórico de Genebra é gritante. A caixa de lâminas de vidro, com nuances e um mosaico de cores e reflexos que surpreendem o espectador que passa pela rua, só é mais incrível para quem olha de dentro para fora do alto dos modestos 26 m de altura do edifício (rigorosamente adaptado ao gabarito da região).

O trabalho que consistiu na remodelação e na ampliação de uma construção preexistente se deu por meio do envelopamento da estrutura por um conjunto de planos e arestas de altíssima eficiência energética. A qualidade e o bom desempenho dos espaços de trabalho foram a principal tarefa delegada a Vaccarini, que resolveu a demanda com uma proposta de valor estético e sustentável. A fachada de vidro combina a necessidade de sombreamento e o controle de entrada de luz, ao mesmo tempo que permite a abertura visual para a paisagem ao redor do edifício. O desenho ousado possibilita a ventilação natural por meio de uma dupla camada de vidro não estanque, que promovem a ventilação natural por convecção e reduz assim o consumo energético do edifício durante o verão. O ritmo modular da fachada se dá por meio dos perfis metálicos da Stahlbau Pichler, especialista no setor. O reflexo das arestas nas peles de vidro tem como resultado
a plasticidade única do conjunto.

Leia mais

Ofis Arhitekti e Guardian Glass erguem casa de vidro no deserto em Granada, na Espanha

Ofis Arhitekti e Guardian Glass erguem casa de vidro no deserto em Granada, na Espanha

Desafiando a natureza e projetado para resistir ao clima hostil do Deserto de Gorafe, considerado um dos ambientes mais adversos e extremos da Europa, localizado na Província de Granada, na Espanha, a Casa del Desierto tem estrutura de madeira e é totalmente envidraçada. A tecnologia de alta performance e eficiência energética é garantida por lâminas que proporcionam 52% de transmissão de luz e bloqueiam 75% da energia do sol.

Cobrindo apenas 20 m², o espaço possui três áreas: quarto, banheiro e sala de estar. A casa também possui um sistema de tratamento de água, outro de geração de energia e um conjunto de painéis fotovoltaicos.

Leia mais

Editorial: arquitetura cinética

Gustavo Curcio

“Um volume cinético.” Foi assim que o arquiteto Giovanni Vaccarini definiu o envelopamento de vidro de seu projeto em Genebra. A obra coberta de vidro fixado com esguia estrutura metálica, graças à texturização de uma das camadas, reflete de forma única os tons da abóbada celeste sobre a Suíça francesa.

Leia mais

Cobertura translúcida sobre estrutura de aço revela as mudanças de cor do céu durante o dia e o projeto de luminotécnica à noite

Cobertura translúcida sobre estrutura de aço revela as mudanças de cor do céu durante o dia e o projeto de luminotécnica à noite

Típico terraço de cobertura de edifício residencial em São Paulo, o espaço que recebeu área gourmet e repaginação da piscina fica no bairro de Moema. Sem muitas possibilidades de uso, a área de 80 metros quadrados não tinha cobertura. O desafio colocado aos profissionais da Macro Arquitetos era o de transformar aquele grande vazio num espaço de permanência agradável, com área de churrasqueira. “O espaço inicial era um terraço vazio com piscina, exatamente como a construtora havia entregue, sem muitas possibilidades de uso, pois não havia cobertura e nem área de churrasqueira. A solicitação do cliente foi ter um espaço para receber amigos à noite e aos finais de semana, com uma pegada descontraída e contemporânea que tivesse elementos rústicos e aconchegantes. As exigências eram ter um espaço coberto para proteger da chuva e vento, mas que mantivesse a iluminação e a vista privilegiada da cobertura”, conta Carlos Duarte, responsável pelo projeto.

Para atender as necessidades dos clientes, a solução foi determinar uma área a ser coberta para receber a cozinha, a churrasqueira e o estar. A estrutura adotada foi de aço com acabamento corten com vedação de vidro, com aplicação de película para proteger do sol. Para criar barreiras para o vento foram desenhadas janelas laterais com possibilidade de abertura total. “Além do fechamento lateral, adotamos como uma exigência estrutural e de conforto pontos de abertura permanentes superiores, entre o fechamento lateral e a cobertura, para garantir a ventilação do local independentemente do fechamento lateral de vidro que estivesse sendo utilizado”, explica Duarte.

Leia mais

Residência de descanso em Itatiba, interior de São Paulo, aproveita topografia do lote em proposta geométrica de implantação e projeto que privilegia a entrada da iluminação natural

Residência de descanso em Itatiba, interior de São Paulo, aproveita topografia do lote em proposta geométrica de implantação e projeto que privilegia a entrada da iluminação natural

A cobertura de madeira sobre o volume que integra estar e uma ampla cozinha americana parece flutuar sobre as paredes brancas. As tesouras de madeira, no perímetro da construção fechadas com vidro, tocam a superfície dos planos verticais em pontos específicos e são as responsáveis pela leveza da estrutura. A caixilharia branca de perfis esguios se abre para o verde do lote em desnível, localizado no interior de São Paulo, em Itatiba, no chamado Circuito das Frutas.

A residência foi construída para um casal na faixa de 60 anos, com filhos grandes. Na maior parte das vezes, é utilizada somente nos finais de semana, apenas pelo casal. “Os clientes queriam uma casa térrea, onde os quartos fossem integrados com a área externa, mas que tivesse certo respiro em relação à área social da casa”, conta Felipe Rassini, autor do projeto.

Leia mais