Livro de urbanismo para crianças é lançado em site de financiamento coletivo

Livro de urbanismo para crianças é lançado em site de financiamento coletivo

Para descobrir os segredos da construção de cada cidade, uma menina e uma capivara partem em uma viagem por 10 espaços públicos do mundo, como o High Line, em Nova York, nos Estados Unidos, e a Avenida Paulista, em São Paulo. Este é o enredo do livro pensado para crianças Casacadabra – Cidades para Brincar, lançado na última segunda-feira (16) no site de financiamento coletivo Catarse pela Pistache Editorial.

Esta é a segunda publicação da série Casacadabra – a primeira apresenta dez casas pelo mundo – e, de acordo com as autoras, Bianca Antunes e Simone Sayegh, leva o leitor a perceber o espaço urbano como um lugar lúdico través de brincadeiras, interatividade e exercícios propostos para se fazer me casa ou na escola. “Queremos incentivar os leitores a perceberem as cidades como vivas e abertas a brincadeiras, como um lugar de encontro e de aprendizado”, contaram as autoras.

Leia mais

Projeto espanhol incentiva crianças entre 9 e 10 anos a desenvolver propostas para uma praça e, assim, contribuírem para melhorar o local onde vivem

Projeto espanhol incentiva crianças entre 9 e 10 anos a desenvolver propostas para uma praça e, assim, contribuírem para melhorar o local onde vivem

O grupo Taller Abierto, comandado por Ana Barreiro, Marta Guirado e África Martínez, ensina arquitetura para crianças em Pontevedra, cidade espanhola na região da Galícia. Em entrevista a AU, Marta Guirado explica que o curso criado por elas, chamado Arquitectura para Niños (www.arquitecturaparaniños.es), não busca transformar crianças em pequenos arquitetos. A ideia é que, desde cedo, os pequenos aprendam a se relacionar ativamente com o local que os cerca e assim possam desenvolver uma visão crítica a respeito de seu habitat. Em sete sessões de uma hora cada, as crianças recebem noções básicas de escala, espaço e urbanística. Em seguida, criam uma proposta para melhorar uma praça próxima à escola onde estudam e discutem os temas que devem figurar no projeto final, construído por todos.

Como começou o projeto de educação e discussão de arquitetura com crianças?
MARTA GUIRADO
 Começou quando fomos selecionados pela Fundação Barrié, que desenvolve o programa EducaBarrié de fomento à educação. Propusemos nossa ideia na categoria Projetos de Colaboração entre Associações e Escolas. Nossa instituição, Taller Abierto, desenvolveu o conteúdo educacional de arquitetura, enquanto a equipe de gestão e os professores Nieves Rodriguez e Justo Fernandez, do Centro Educativo de Ensino Primário e Infantil (Ceip) Praza de Barcelos, criaram as ferramentas de ensino.

Leia mais

Cinco livros resenhados pela redação de AU

Casacadabra
Bianca Antunes e Simone Sayegh . 80 páginas . Pistache Editorial . www.pistacheeditorial.com.br
Por acreditar que as cidades serão mais justas e humanas quando a arquitetura e o urbanismo começarem a ser ensinados desde cedo às crianças, as autoras concluíram esta publicação voltada ao público infantil. Com brincadeiras, interatividades e exercícios propostos para fazer em casa ou na escola, o livro estimula a percepção de casas como espaços lúdicos e traz, por meio da apresentação de dez residências espalhadas ao redor do mundo, explicações sobre termos técnicos como brise soleil, pilotis e estrutura em balanço, além de abordar aspectos sociais da arquitetura.

The fast guide to architectural form
Baires Raffaelli . 144 páginas . Bis Publishers . www.bispublishers.com 
A publicação, um guia prático para os formatos básicos em planejamento de arquitetura e design, pretende fugir da transmissão puramente teórica e hermética de conhecimento. O autor apresenta 60 diferentes formas arquitetônicas com ilustração esquemática e imagens de sua aplicação em edifícios. Com foco na mensagem visual, os textos são curtos e apresentam dicas e orientações diretas sobre o que fazer e quando.

Leia mais