Projeto Moradias Infantis, no Tocantins, e escritório Aleph Zero são premiados pelo RIB

Projeto Moradias Infantis, no Tocantins, e escritório Aleph Zero são premiados pelo RIB

Os arquitetos curitibanos Gustavo Utrabo e Pedro Duschenes, do escritório Aleph Zero, venceram o RIBA International Emerging Architect, concedido pelo Royal Institute of British Architects (RIBA) para o melhor da arquitetura emergente. O seu projeto Moradas Infantis, no Tocantins, desenvolvido em parceria com o Rosenbaum, também foi um dos 20 ganhadores do RIBA International Prize 2018.

Em 12 anos de existência deste prêmio internacional, é a primeira vez que brasileiros são reconhecidos pelo RIBA. “Ficamos impressionados pela maneira com que os arquitetos adotaram a questão de como a arquitetura pode estimular quem a usa, assim como sua comunidade ao redor, em uma região rica em recursos naturais, mas pobre em oportunidades, educação e recursos econômicos”, comentou Julia Barfield, presidente do Grupo RIBA Awards em nota oficial. Leia mais

Os profissionais que assinaram os projetos publicados na edição

Os profissionais que assinaram os projetos publicados na edição

Sonhar e projetar
Massimiliano Fuksas 1 – que conduz o Studio Fuksas ao lado da esposa, a também arquiteta Doriana Fuksas 2 – é conhecido por suas estruturas audaciosas e formas escultóricas. Mais do que isso: há quem diga que Massimiliano não desenha volumes arquitetônicos; em vez disso, pinta paisagens poéticas em três dimensões. Os mais de 600 projetos concebidos pelo escritório italiano nos últimos 40 anos incluem marcos que vão desde os centros desportivos de Anagni e Paliano, na região do Lácio, de 1985, até o Aeroporto Internacional de Shenzhen Bao’na, na China, de 2013. Atualmente, o Studio Fuksas possui uma equipe de cerca de 170 profissionais, atua nos cinco continentes e conta com sedes em Roma, Paris e Shenzhen.

Leia mais