Rafael Moneo é premiado com Praemium Imperiale de Arquitetura em 2017

Rafael Moneo é premiado com Praemium Imperiale de Arquitetura em 2017

O arquiteto espanhol Rafael Moneo foi anunciado na última terça-feira (12) como vencedor do Praemium Imperiale de Arquitetura de 2017, promovido pela Associação de Artes do Japão. Na ocasião foram anunciados também os premiados nas categorias Pintura, Escultura, Música e Teatro/Cinema: Shirin Neshat, El Anatsui, Youssou N’Dour e Mikhail Baryshnikov, respectivamente.

Moneo se formou em 1961 pela Escola de Arquitetura de Madri, na Espanha, e lecionou na Escola de Arquitetura de Barcelona (1970) e na de Madri (1980). Com mais de 30 obras, grande parte distribuída na capital espanhola, o arquiteto já recebeu nove prêmios de arquitetura, como o renomado Prêmio Pritzker, em 1996, e a Medalha de Ouro do Royal Institute of British Arts (RIBA), em 2003. Atualmente, Moneo leciona na Escola de Design de Harvard, nos Estados Unidos.

Leia mais

Juan Herreros: sobre o ensino, a prática e a cidade híbrida

Juan Herreros: sobre o ensino, a prática e a cidade híbrida

Costumeiramente, vê-se com bons olhos a presença de arquitetos da prática compondo a lista de membros do corpo docente de uma universidade. A priori, esta é a informação de grande valor para apresentar o arquiteto espanhol Juan Herreros, sócio-fundador do Estudio Herreros e professor das Universidades de Madri e de Columbia, em Nova York. A questãochave, no entanto, está presente na sua afirmação: “Os projetos dos meus alunos não se parecem com o que produzo no meu escritório”. A frase é tão óbvia quanto estranha para os corpos docentes de várias faculdades de arquitetura brasileiras. Para Juan, dar aulas não é doutrinar, não é a sobreposição do desenho do professor em cima do que é feito pelo aluno. O ensino é associado ao diálogo. Leia mais