Como especificar banheiros residenciais

Como especificar banheiros residenciais

Inicialmente, era um anexo da casa, instalado no quintal. Depois adentrou a área doméstica, mas continuou estritamente utilitário. Com o tempo, porém, o banheiro foi conquistando espaço e acumulando funções. “Dizem os estudiosos que, com a era da informática, o único lugar onde permanecemos a sós é o banheiro. Por isso, a tendência é transformá-los em salas de banho, espaços íntimos e acolhedores”, afirma a arquiteta Cris Paola.

Revestimentos resistentes a riscos, manchas e abrasão, bacias sanitárias suspensas, caixas de descargas embutidas, ralos invisíveis e lineares, misturadores monocomando para bancadas, chuveiros e bidês são as principais novidades apontadas pelos arquitetos. Para melhorar o conforto térmico, termostatos e sistemas de aquecimento de piso têm sido cada vez mais empregados. Na área de banho, as banheiras voltam a ser tendência, assim como espelhos com desembaçadores e nichos nos boxes executados na própria alvenaria.

Leia mais

Como especificar forros em ambientes corporativos

Como especificar forros em ambientes corporativos

Optar pelo melhor forro em um ambiente corporativo exige uma análise global do projeto, do conceito até a finalidade de cada ambiente. “É preciso levar em conta o tipo de empresa, quantidade de funcionários, se o ambiente é barulhento, o tipo de iluminação e até o tipo de sistema de ar-condicionado”, enumera Fernando Figoli, do escritório Figoli-Ravecca. Isso porque o forro perpassa uma série de características do projeto, técnicas e estéticas. Resistência ao fogo, a fungos e a bactérias, bom desempenho acústico e facilidade de instalação e integração com outros elementos da obra também integram a lista de itens que devem ser analisados.

Os critérios são numerosos, mas as alternativas também. Hoje o profissional tem à disposição uma gama de materiais, acabamentos, texturas e tipos de borda. Em termos de popularidade, os forros modulares removíveis de fibra mineral, metálicos e de lã mineral (de vidro ou de rocha) são os mais utilizados em ambientes corporativos, listam os arquitetos. Isso porque os modelos garantem melhor integração com as instalações elétricas, são mais práticos de instalar, de desmontar e de manter e apresentam boa resistência à umidade e ao fogo. Os forros modulares dominam a maioria dos espaços, geralmente na modulação de 62,5 cm x 62,5 cm ou 62,5 cm x 125 cm. Já os forros monolíticos são mais raros em ambientes corporativos, ficando restritos a salas pequenas, banheiros e sancas, onde normalmente se aplica o gesso acartonado.

Leia mais