Juan Herreros: sobre o ensino, a prática e a cidade híbrida

Juan Herreros: sobre o ensino, a prática e a cidade híbrida

Costumeiramente, vê-se com bons olhos a presença de arquitetos da prática compondo a lista de membros do corpo docente de uma universidade. A priori, esta é a informação de grande valor para apresentar o arquiteto espanhol Juan Herreros, sócio-fundador do Estudio Herreros e professor das Universidades de Madri e de Columbia, em Nova York. A questãochave, no entanto, está presente na sua afirmação: “Os projetos dos meus alunos não se parecem com o que produzo no meu escritório”. A frase é tão óbvia quanto estranha para os corpos docentes de várias faculdades de arquitetura brasileiras. Para Juan, dar aulas não é doutrinar, não é a sobreposição do desenho do professor em cima do que é feito pelo aluno. O ensino é associado ao diálogo. Leia mais

Editorial: reenergizar a cidade

Dois escritórios brasileiros se aventuram em outras terras nesta edição. Angelo Bucci (SPBR) projeta um edifício de uso misto em Silves, região turística de Portugal. Longilíneo, marca discretamente a paisagem com suas reentrâncias, balanços e recortes nas fachadas que não revelam o pé-direito nos interiores. Enquanto isso, na América Latina, os arquitetos do porto-alegrense Studio Paralelo se uniram ao montevideano Maam para formar o coletivo binacional Mapa – juntos, projetaram uma residência pré-fabricada no interior do Uruguai. No terreno, foram necessários apenas dois dias para a montagem dos sistemas, que foram detalhados na seção Aulas de projeto desta edição. Leia mais