Três projetos brasileiros são premiados no prêmio Prix Versailles 2018 para o continente americano

Três projetos brasileiros são premiados no prêmio Prix Versailles 2018 para o continente americano

Três projetos brasileiros foram premiados no Prix Versailles 2018 para as regiões Américas do Sul e Central e Caribe. A premiação é concedida pela União Internacional dos Arquitetos (UIA) e pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Com revestimento em madeira, a Japan House, em São Paulo, venceu na categoria Lojas Comerciais. O projeto do arquiteto Kengo Kuma, em parceria com o escritório paulistano FGMF Arquitetos, foi inaugurado no início de maio, na Avenida Paulista. As atrações vão desde um restaurante típico até um espaço para instalações e eventos, onde artistas e empresários japoneses poderão realizar reuniões, workshops, palestras e cursos.

Leia mais

Artesão japonês aplica papel washi em painéis para projeto de Kengo Kuma em São Paulo

Artesão japonês aplica papel washi em painéis para projeto de Kengo Kuma em São Paulo

De aparente delicadeza e fragilidade, o papel washi japonês é uma matéria-prima cheia de potencialidades, capaz de se transformar em resistentes revestimentos e notáveis elementos arquitetônicos. Sua aplicação à arquitetura é uma das principais linhas de trabalho do artesão japonês Yasuo Kobayashi, que há 40 anos se dedica a explorar os limites desse material produzido com as fibras da casca de um tipo de amoreira oriental, o arbusto kozo. Entre julho e agosto, Kobayashi esteve no Brasil para ensinar como produzir painéis baseados no uso desse papel.

Participaram da oficina os trabalhadores envolvidos na construção da Japan House São Paulo, centro de cultura, tecnologia e negócios que será inaugurado na Avenida Paulista, em março do ano que vem. A Construtora Toda do Brasil é a responsável por reformar e adaptar o prédio já existente ao projeto arquitetônico de Kengo Kuma, um dos mais premiados arquitetos japoneses, com coautoria do escritório paulistano FGMF. Ao lado de Kobayashi, os arquitetos visitaram a obra e conversaram com técnicos e jornalistas para explicar os detalhes da parceria.

Leia mais

Notícias do mundo da arquitetura

Notícias do mundo da arquitetura

Biselli e Katchborian projeta complexo habitacional e cultural em terreno da antiga rodoviária de São Paulo

Fotos divulgação: Biselli Katchborian Arquitetos
1

Um corredor cultural, 1.200 moradias (90% delas para habitação de interesse social), creche para 200 crianças, 5 mil m² de comércio no térreo dos edifícios e novos espaços verdes e públicos serão construídos em dois terrenos na região da Luz, Centro de São Paulo. O projeto 1 é do escritório Biselli e Katchborian, contratado após concurso fechado organizado pela Canopus, construtora mineira que venceu, em 2015, a concorrência por um dos quatro lotes da Parceria Público-Privada (PPP) da Habitação, iniciativa do Governo do Estado de São Paulo. Leia mais