Banco de Desenvolvimento da América Latina promove o 5º Concurso de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Social

Banco de Desenvolvimento da América Latina promove o 5º Concurso de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Social

A 5ª edição do Concurso Internacional de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Social, criado pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), busca premiar propostas de cidades latino-americanas que ofereçam uma melhoria integral do habitat das comunidades e da qualidade de vida dos seus cidadãos, por meio de ideias e elaboração de propostas inovadoras, relevantes, fundamentadas e realizáveis.

O prêmio para os vencedores é de 15 mil dólares, além da possibilidade de, a convite do CAF, desenvolver o projeto campeão. O segundo ou terceiro prêmio receberão 7 mil dólares e 3 mil dólares, respectivamente, e a possibilidade de desenvolver seus projetos, caso o primeiro lugar não entre em acordo com o banco.

Leia mais

Remodelação e adequação de dois galpões promovem inserção contemporânea de espaço corporativo com respeito à malha urbana e arquitetura original

Remodelação e adequação de dois galpões promovem inserção contemporânea de espaço corporativo com respeito à malha urbana e arquitetura original

Flexibilidade no uso de espaços, sustentabilidade e economia: esses foram os princípios que nortearam a concepção do projeto do espaço e para o arquiteto Luiz Paulo Andrade e sua equipe. O projeto da Impact Hub, rede global pioneira em coworking, deveria oferecer tecnologia para empreendedorismo social com modelo alinhado aos principais das demais 93 unidades espalhadas pelo globo.

O projeto remodelou completamente dois antigos armazéns dos anos 1950 e 1960, no tradicional bairro paulistano de Pinheiros. “Os espaços são subsolos dos edifícios voltados para a Rua Teodoro Sampaio, mas que estão em nível com um praça semipública na Rua Virgílio de Carvalho Pinto. Portanto, forma um espaço inusitado na malha urbana. Ambos os edifícios estavam completamente descaracterizados”, conta Andrade.Ao final do corredor, o banho de luz e a vista da cidade destacam uma geodésia que alude à bobina de Nikola Tesla e um conjunto de esculturas que convida o visitante a olhar ao longe.

Leia mais

Hotel Fasano, em Angra dos Reis, tem assinatura dos escritórios Bernardes & Jacobsen e Bernardes Arquitetura

Hotel Fasano, em Angra dos Reis, tem assinatura dos escritórios Bernardes & Jacobsen e Bernardes Arquitetura

Os escritórios Bernardes & Jacobsen e Bernardes Arquitetura assinam o projeto do Hotel Fasano, que integra o Complexo FRAD.E, resort de alto padrão em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro. São 60 suítes que ocupam 18.052,75 m², sendo 15.040,90 m² de área coberta.

De acordo com o memorial descritivo do projeto, a arquitetura foi pensada na durabilidade dos materiais utilizados. É o caso do painel composto importado de Portugal, que foi colocado no fechamento dos quartos. Sua composição mistura partículas de madeira e cimento Portland, comprimidos e secos. Essa solução também permite o controle da iluminação nas suítes principais.

Leia mais

Divisórias translúcidas e cores sóbrias dão seriedade e amplitude à empresa de investimentos de 45 metros quadrados

Divisórias translúcidas e cores sóbrias dão seriedade e amplitude à empresa de investimentos de 45 metros quadrados

Um ambiente minimalista com o essencial. Essa foi a encomenda dos sócios do HP Invest aos arquitetos Nadja Bonan, Mauricio Ruoppoli. “Esteticamente, o projeto deveria seguir uma linha industrial que transmitisse um aspecto tecnológico e contemporâneo”, conta Mauricio.

Para a dupla de profissionais, que atuam ao lado do designer e curador de arte Flávio Franzosi, um dos principais desafios no decorrer do projeto foi atribuir as características de seriedade e confiança da empresa aos ambientes, essenciais do segmento de investimentos financeiros. “Para destacar a sobriedade da empresa utilizamos cores escuras e neutras, criamos uma iluminação direcionada-nos pontos necessários”, conta Nadja. “Desta forma, criamos um espaço com transparência e sobriedade”, completa Maurício. Para enfatizar a transparência da empresa, as divisórias entre os ambientes são de vidro.

Leia mais

Base monocromática valoriza o verde do panorama externo em projeto da Pimont Arquitetura para sede catarinense de empresa de tecnologia

Base monocromática valoriza o verde do panorama externo em projeto da Pimont Arquitetura para sede catarinense de empresa de tecnologia

Duas fachadas opostas envidraçadas, uma delas voltada para uma área de preservação e orientada para o sul são o ponto focal da proposta da Pimont para a sede da empresa de tecnologia Aurum, em Santa Mônica, Santa Catarina. Protegida da insolação pela orientação, a caixilharia emoldura o verde da paisagem e é, ao lado da parede de tijolos de barro, o principal ponto cromático da composição.

“Neste projeto, mais do que nunca a paisagem foi valorizada. A escolha do espaço, com uma das fachadas especialmente voltada para uma área de preservação e orientada para o sul, protegida da insolação, conferiu ao projeto características muito especiais”, explica Henrique Pimont, que ao lado de Mirela Moser concebeu o novo arranjo.

Leia mais

Projeto de Flavia Cancian para a Layer2 propõe living office que congrega funcionalidade, colaboração e convivência

Projeto de Flavia Cancian para a Layer2 propõe living office que congrega funcionalidade, colaboração e convivência

Assim que a porta do elevador se abre, os olhos se enchem com a luz que vem das imensas janelas de vidro debruçadas sobre as copas das árvores da venida 9 de Julho, importante eixo de ligação da capital paulista. No caminho até elas, um escritório contemporâneo, com espaços generosos, mobiliário fino e a modernidade de uma empresa de engenharia de software dos novos tempos: descentralizada, colorida e que valoriza os momentos de convivência da equipe.

A solução de arquitetura e interiores foi dada por Flavia Cancian. Os volumes, característica marcante da arquiteta Flavia, desta vez colocados no teto e na orientação lógica do espaço, conduzem o percurso pelo corredor central e levam até o lounge que funciona como ponto de convergência de todo o escritório. “O conceito de Living Office orientado as pessoas foi desenvolvido desde o primórdio, iniciando entre arquitetura e o CEO da empresa. Nosso escritório trabalhou muito ativamente em proximidade de quem comanda a empresa, das necessidades primordiais até as mais básicas e depois com a execução,de forma que o resultado final fosse conceitualmente bem atingido e bem realizado”, explica Flavia.

Leia mais