Transformada em templo de bem-estar, a nova safra de banheiros conta com soluções e produtos que integram design, tecnologia e sustentabilidade

Para atender ao desejo dos clientes, que queriam duas cubas, boxe e banheira separados, a Korman arquitetos juntou o antigo banheiro ao quarto de empregada, conquistando esta generosa sala de banho.

Leia mais

Trabalho do arquiteto paulistano Pedro Franco causa impacto mundo afora e é comparado ao dos irmãos Campana. São dele criações bem brasileiras, a exemplo da cadeira Esqueleto, feita de materiais injetados e fibras de acerola, coco e açaí, que hoje integra o acervo permanente do Vitra Design Museum, na Alemanha

Uma cadeira é apenas uma cadeira – a não ser que seu criador seja Pedro Franco. Aos 40 anos e com alguns fios grisalhos na cabeça, o arquiteto paulistano transforma objetos inusitados e conceitos abstratos em lugares para as pessoas se sentarem. Quando ainda era estudante de arquitetura da Escola de Belas Artes, no ano 2000, ele criou sua primeira peça surpreendente usando uma câmara de ar de um carro, uma de caminhonete e uma de trator, cobertas de lycra. Batizada Orbital, a poltrona venceu em 1o lugar o prêmio nacional de design Brasil Faz Design. Outra de suas invenções é a cadeira Esqueleto, feita de materiais injetados e fibras de acerola, coco e açaí, que hoje integra o acervo permanente do Vitra Design Museum, em Weil am Rhein, na Alemanha.

Filho de pai arquiteto e mãe pedagoga, Franco cria móveis insólitos dentro do princípio que ele chama de “glocalidade”: a projeção internacional com base em profundas raízes locais. Discreto, empreendedor e modesto, hoje o arquiteto produz em escala industrial e expõe as peças de sua empresa, A Lot of Brasil, nos mais importantes salões de design de mobiliário do mundo. Franco já soma, só em Milão, 12 participações. Nesta entrevista, o homem capaz de fazer mobiliários com rebatedores de luz e câmeras pneumáticas fala de sua trajetória, conta como é ter o trabalho comparado ao dos irmãos Campana e revela seus planos para o futuro.

Leia mais

Desafio de Design Odebrecht Braskem abre inscrições para universitários de São Paulo

Desafio de Design Odebrecht Braskem abre inscrições para universitários de São Paulo

A 5ª edição do Desafio de Design Odebrecht Braskem está com inscrições abertas para estudantes de arquitetura de sete universidades de São Paulo (Belas Artes, FAAP, IED, Instituto Mauá, Mackenzie, Universidade São Judas e USP). O objetivo é criar uma coleção, toda em plástico, de piso, parede flutuante e revestimento.

Para participar, os universitários deverão formar grupos de até três pessoas. Serão duas etapas. Na primeira, uma equipe vai ser escolhida por instituição. Já na segunda, com duração de dois meses, os alunos serão capacitados pelo dono e designer do estúdio Fetiche Design Paulo Biacchi e sua sócia Carolina Armellini. “Os estudantes terão contato com o design na prática, por meio de aulas, workshops e mentorias”, comenta Biacchi. A designer Carolina Armellini complementou: “A experiência será a de um estúdio real de design, do briefing ao lançamento de uma coleção para o mercado”.

Leia mais

FGMF Arquitetos vence concurso para o novo padrão de arquitetura dos hotéis Ibis

FGMF Arquitetos vence concurso para o novo padrão de arquitetura dos hotéis Ibis

O escritório FGMF Arquitetos foi o vencedor do concurso fechado realizado pela área de Design da AccorHotels para selecionar o modelo que será usado nos próximos cinco anos em todos os hotéis Ibis da América do Sul. Participaram do certame nomes como Nitsche Arquitetos, Felipe Hess, Melina Romano, Cube, entre outros.

Ao total, foram realizados três concursos, um em cada continente (Europa, Ásia e América do Sul). O projeto escolhido na América do Sul se destacou pela revitalização das áreas comuns, transformando o espaço térreo, por exemplo, em um ambiente que permite comunicação e permeabilidade com o entorno. “A ideia que norteou o projeto foi fazer um ambiente vivo e dinâmico, com bar e restaurante abertos para a cidade e não só aos hóspedes, espaços realmente quase públicos”, comenta o arquiteto Rodrigo Marcondes Ferraz, que lidera o FGMF ao lado de Fernando Forte e Lourenço Gimenes.

Leia mais

Arquitetura e design: o mindset da comunicação digital e a nova forma de encantamento

Arquitetura e design: o mindset da comunicação digital e a nova forma de encantamento

A era digital mudou nosso comportamento social e profissional de maneira inequívoca. E isso tudo aconteceu muito rápido. Encapsulados em um smartphone, nossos amigos, familiares e contatos profissionais são acionados por toque e voz, de qualquer lugar onde haja uma conexão disponível e um plano de dados. Mas, enquanto nos adaptamos, pessoalmente, a essa convergência digital, no campo profissional, muitas áreas do conhecimento e profissões não conseguiram transferir habilidade e negócios para o ambiente online.

É muito comum encontrar arquitetos que estão com imensa dificuldade de se reinventar e encarar os desafios de um mundo em que os clientes são guiados em grande parte por atitudes digitais. Profissões predominantemente analógicas, como a arquitetura, parecem sentir a cada dia a chamada “obsolescência analógica”. Neste meio, ainda há poucas respostas às demandas do mundo digital. A falta de uma cultura de empreendedorismo na formação pesa neste momento em que agilidade e timing são fundamentais para quem quer inovar e fazer diferente.

Leia mais