Editorial: potencializar os espaços

O projeto das Casas Gêmeas, de autoria do Zoom Arquitetura e que ilustra a capa desta edição, exemplifica como a arquitetura pode ser usada para potencializar o uso de um espaço. No terreno de um antigo sobrado, o escritório concebeu duas casas geminadas e ainda incluiu pequenas diferenças nas plantas para adequá-las a cada um dos moradores. Na Casa Barra Bonita, outro projeto desta edição, Nitsche Arquitetos em parceria com o Estúdio Trópico eliminaram obstáculos visuais criando uma residência multifuncional. A configuração permite que o espaço sirva também para abrigar eventos, ampliando literal e conceitualmente o horizonte dos proprietários, chefs de cozinha.

Leia mais

Com portas de correr envidraçadas e estrutura que retira obstáculos visuais, residência projetada pelo Nitsche Arquitetos e Estúdio Trópico valoriza jardins e oferece espaços até para eventos

Com portas de correr envidraçadas e estrutura que retira obstáculos visuais, residência projetada pelo Nitsche Arquitetos e Estúdio Trópico valoriza jardins e oferece espaços até para eventos

O propósito básico de estabelecer uma proporção equilibrada entre as áreas livres e de jardim e a construída foi levado a bom termo no projeto da Casa Barra Bonita, situada no município de mesmo nome, a 280 km da capital paulista e próximo ao Rio Tietê.

A criação arquitetônica é uma parceria entre os escritórios Nitsche Arquitetos e Estúdio Trópico. Juntos, esses profissionais participaram de todo o processo, a começar pela escolha do terreno de esquina com 1.200 m² (30m x 40m). “A implantação da casa teve como ponto de partida a ocupação total de um dos lados do terreno”, diz o arquiteto Pedro Nitsche. Assim, os 400 m² de área coberta se espalham ao longo da divisa leste, conforme a intenção de liberar a maior área possível para jardim.

Leia mais