Previsto para 2018, Museu Casa do Pontal, no Rio de Janeiro, tem projeto assinado pelo Arquitetos Associados

Previsto para 2018, Museu Casa do Pontal, no Rio de Janeiro, tem projeto assinado pelo Arquitetos Associados

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou recentemente o apoio de R$ 4,6 milhões à Associação dos Amigos da Arte Popular Brasileira, que será direcionado a museologia da nova sede do Museu Casa do Pontal, localizada na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Com previsão de entrega para 2018, o edifício tem projeto assinado pelo escritório Arquitetos Associados.

O objetivo da arquitetura foi criar um local com capacidade para receber exposições, que tenha uma instalação completa para seus visitantes e que interaja com a paisagem ao seu entorno. Dessa forma, o museu terá área total construída de 4.962,18 m², um bosque no seu entorno com um lago e vista para a Pedra da Gávea.

Leia mais

Os profissionais que assinaram os projetos publicados na edição

Os profissionais que assinaram os projetos publicados na edição

Estúdio Guto Requena
Guto Requena, nascido em 1979, em Sorocaba (SP), graduou-se em arquitetura e urbanismo, em 2003, na USP. Durante nove anos foi pesquisador do Nomads-USP – Centro de Estudos de Habitares Interativos da Universidade de São Paulo. Em 2007, obteve o mestrado na USP. Em 2008, inaugurou o Estúdio Guto Requena. Desde então, ganhou vários prêmios, lecionou e exibiu projetos em mais de 20 países. Em 2012, foi selecionado pelo Google para desenvolver o projeto para sua matriz brasileira. De 2011 para cá, Guto cria, escreve e hospeda séries de TV, web e cinema.

Leia mais

Editorial: o lúdico levado a sério

Uma série de iniciativas apresentadas nesta edição revelam o quanto a leveza, o prazer e a descontração podem ser benéficos para a produção profissional. Que o diga James Delaney, que com apenas 20 anos dirige o estúdio BlockWorks, baseado em Londres e voltado a projetar na plataforma do game Minecraft. Na seção Entrevista, ele fala sobre o que muda quando é possível pensar em um espaço de dentro para fora e analisa o fenômeno do Pokémon Go! no cotidiano urbano. Quem se interessar em seguir carreira no mundo dos jogos digitais encontrará valiosas dicas na seção Exercício Profissional.

Leia mais

Os profissionais que assinaram os projetos publicados na edição

Os profissionais que assinaram os projetos publicados na edição

Mareines+Patalano Arquitetura

O carioca Rafael Patalano e o paulistano Ivo Mareines 1 se tornaram sócios em 2001, quando fundaram seu estúdio de arquitetura e urbanismo em Ipanema, no Rio de Janeiro. Mareines havia se graduado em Arquitetura em 1980 pela Universidade Braz Cubas (UBC) e, em 1995, concluído mestrado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ). Antes do escritório, atuou por duas décadas na área cultural, com projetos independentes. Patalano havia se formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em 1997 e cursado design na Academia Domus, em Milão, na Itália, sob a supervisão do designer Antonio Citterio. As linhas curvilíneas arrematadas por pontiagudos que aparecem nesta edição dando forma à Casa Pinhão já estavam presentes em um dos projetos mais conhecidos da dupla, a Casa Folha, de 2008, pré-selecionada para o Wan Awards, de Londres, que premia o melhor do design residencial mundial. mareines-patalano.com.br.

Leia mais

Projeto tira proveito do sol e do vento abundantes da região para criar residência em que variações de pés direitos e elementos vazados proporcionam o máximo de conforto ambiental

Projeto tira proveito do sol e do vento abundantes da região para criar residência em que variações de pés direitos e elementos vazados proporcionam o máximo de conforto ambiental

O jogo de cores da fachada é, à primeira vista, o aspecto mais marcante do projeto do escritório Arquitetos Associados para a Casa KS, em Vila dos Lagos, Natal. Feita de tijolos aparentes e elementos vazados, a face principal da residência responde às diferentes intensidades de luz. Em tom terracota, de dia ela se ilumina pela claridade do sol e à noite pela luz artificial que perpassa os nichos do interior para o exterior, criando uma espécie de brilho que envolve o robusto bloco da residência.

“O terreno está situado em um condomínio fechado, em uma cidade de clima quente, úmido e com ventos constantes”, explica Paula Zasnicoff, sócia-titular do Arquitetos Associados. Pois são esses os fatores que determinaram o partido do projeto. Por um lado, os clientes apresentaram o desejo de preservar sua privacidade; por outro, os arquitetos consideraram as características regionais para atender às necessidades de conforto térmico tirando máximo de proveito da iluminação e ventilação naturais. Dessa forma, a residência nasce de um subsolo semiaberto e cresce praticamente fechada para os exteriores. Há, porém, um imenso vão interno que cruza os três pavimentos da casa. O resultado é um lar com grande variedade de pés-direitos pelos quais a luz do sol e o abundante vento local circulam livremente.

Leia mais

Notícias do mundo da arquitetura

Notícias do mundo da arquitetura

Três projetos brasileiros são selecionados como finalistas do WAF Awards

Três projetos brasileiros são finalistas do WAF Awards, prêmio promovido anualmente pelo World Architecture Festival (WAF). São eles: o Pavilhão Hyundai Aeroporto 1 , em São Paulo, do escritório Spadoni AA, e os projetos da Vila Catuçaba 2 , no interior de São Paulo, e da Casa da Mata, no Guarujá, litoral de São Paulo, ambos do Studio MK27.

O Pavilhão Hyundai está disputando na categoria Exposição, em projetos concluídos. A Casa da Mata e a Vila Catuçaba concorrem na categoria Casa – a primeira, na divisão de obras finalizadas e a segunda, no grupo de patrocinados pela Grohe.

Leia mais