Designer do Recife vence Concurso do Cartaz da 32º Prêmio Design MCB

O designer recifense Celso Hartkopf Lopes Filho venceu o Concurso do Cartaz para a 32ª edição do Prêmio Design do Museu da Casa Brasileira (MCB). De acordo com o júri, a proposta demonstra uma forte identidade cultural, representada em composição cromática, por meio da gestualidade e do e uso de objetos de caráter popular. Ao todo, foram 424 inscrições e participantes de 15 estados.

O cartaz 2018 foi escolhido pela comissão julgadora coordenada pelo fotógrafo e designer Gal Oppido, por Flávia Nalon e Chico Homem de Melo, com vasta experiência em projetos gráficos, e Luís Bueno e Gabriel Ribeiro, artistas urbanos.

Para a seleção, o júri considerou a criatividade e a expressão do cartaz enquanto artifício de divulgação, não somente enquanto peça. Para Gal, o cartaz vencedor demonstra, por meio da computação gráfica, uma cena cotidiana do Brasil, onde gesto e objeto são revelados. “Na imagem é possível ver as cores primárias dentro de uma construção pop pós-impressionista gerada a partir da repetição de módulos cromáticos, que resultam uma peça com alto rendimento visual”, comenta.

O vencedor receberá um prêmio de R$ 3 mil e terá um contrato no valor de mais R$ 3 mil para criação de outras peças gráficas para o 32º Prêmio Design MCB. Além dele, o júri selecionou mais 10 cartazes de destaque e outros 90 trabalhos que farão parte da mostra do Concurso do Cartaz, a ser aberta no dia 10 de novembro, junto com a exposição da premiação.

Por Gabriel Gameiro