Remodelação e adequação de dois galpões promovem inserção contemporânea de espaço corporativo com respeito à malha urbana e arquitetura original

Flexibilidade no uso de espaços, sustentabilidade e economia: esses foram os princípios que nortearam a concepção do projeto do espaço e para o arquiteto Luiz Paulo Andrade e sua equipe. O projeto da Impact Hub, rede global pioneira em coworking, deveria oferecer tecnologia para empreendedorismo social com modelo alinhado aos principais das demais 93 unidades espalhadas pelo globo.

O projeto remodelou completamente dois antigos armazéns dos anos 1950 e 1960, no tradicional bairro paulistano de Pinheiros. “Os espaços são subsolos dos edifícios voltados para a Rua Teodoro Sampaio, mas que estão em nível com um praça semipública na Rua Virgílio de Carvalho Pinto. Portanto, forma um espaço inusitado na malha urbana. Ambos os edifícios estavam completamente descaracterizados”, conta Andrade.Ao final do corredor, o banho de luz e a vista da cidade destacam uma geodésia que alude à bobina de Nikola Tesla e um conjunto de esculturas que convida o visitante a olhar ao longe.

O trabalho dos arquitetos foi unir os dois andares de cada edifício, interligando e criando espaços amplos e conectados, possibilitando alta capacidade de se ajustar, tendo como característica principal a flexibilidade.

ADAPTAÇÃO SUSTENTÁVEL

“Foi necessária uma completa adequação do imóvel, considerando as necessidades de climatização e renovação da qualidade do ar. Tudo dentro de uma lógica de qualidade ambiental e economia de recursos e energia”, conta o profissional. As características de inovação e criatividade da Impact serviram de inspiração para a concepção de uma arquitetura do século 20, com princípios da Bauhaus. “Tomamos partido de muitos dos conceitos fundamentais dessa escola, o que resultou num projeto bastante específico, bem alinhado às expectativas dos empreendedores”, explica.

PARTIDO DE PROJETO

Simplicidade, estética e qualidade técnica: o primeiro passo durante a execução da obra foi a limpeza dos galpões, deixando apenas a estrutura de concreto aparente. Houve a necessidade de cortes e fechamento nas lajes existentes para a inserção de novas escadas e acessos, além da integração entre os dos edifícios. Em seguida, foram implementadas as infraestruturas elétrica, hidráulica e de refrigeração, que ficaram aparentes. “Por último, colocamos o recheio, divisórias e painéis, além do mobiliário”, explica Andrade.

DADOS DA OBRA
OBRA Coworking, espaço colaborativo da rede internacional Impact Hub
LOCAL Pinheiros, São Paulo (SP)
INÍCIO DO PROJETO 2016
CONCLUSÃO DA OBRA 2016
ÁREA DO TERRENO 600 m² de praça
ÁREA CONSTRUÍDA 1.200 m²

FICHA TÉCNICA
ARQUITETURA Luiz Paulo Andrade Arquitetos
INTERIORES Luiz Paulo Andrade Arquitetos
ELÉTRICA Ramoska & Castellani
HIDRÁULICA Ramoska & Castellani
AR-CONDICIONADO Aris Soluções, com assessoria da Mitsidi
CONSTRUÇÃO Foz Engenharia
EMPREITEIRO Danilo Delmaschio – O Empreiteiro

FORNECEDORES
COZINHAS bancadas de concreto moldadas in-loco pela Foz Engenharia
DIVISÓRIAS MDF Masisa
EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA indicação do cliente
ESQUADRIAS Coelho Metal
FACHADAS pintura cimentícia executada pela Foz Engenharia
FORROS Foz Engenharia
IMPERMEABILIZAÇÃO Foz Engenharia
JANELAS Inovar Esquadrias
LÂMPADAS Ourolux
LUMINÁRIAS JMC Elétrica
CARPINTARIA Metro Cenografia
DIVISÓRIAS SANITÁRIAS CK Divisórias e Forros
MOLDURA DAS JANELAS CAF Serralheria

MOBILIÁRIO
MARCENARIA Contexto Marcenaria (matéria-prima — MDP da Masisa); cadeiras Flexform; pufes, gaveteiros e mesa para notebook Tok Stok
LOUÇAS E METAIS Deca e Tramontina
MOBILIÁRIO DO LOUNGE A Lot of Brasil e sofá da Decameron
PISOS Laje Zero executada pela Foz Engenharia
PORTAS MDF Masisa pela Metro Cenografia; vidraçaria pela Vidraçaria Elart Montagens de Escritórios
REVESTIMENTOS pintura cimentícia executada pela Foz Engenharia
TINTAS Suvinil
VENTILAÇÃO/AR-CONDICIONADO Aris Soluções, com assessoria da Mitsidi
VIDROS Vidraçaria Elart Montagens de Escritórios

POR ISADORA MACEDO FOTOS LEONARDO FINOTTI