Inscrições prorrogadas para o 5º Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel

O Instituto Tomie Ohtake e a AkzoNobel prorrogaram as inscrições até o dia 27 de abril a 5ª edição do Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel, que busca projetos que se destaquem pela relação urbana e pelo comprometimento com área de implantação e a sustentabilidade, bem como a inventividade projetual e construtiva.

O prêmio é exclusivamente destinado a arquitetos brasileiros ou estrangeiros que vivam no Brasil há pelo menos dois anos e com projetos construídos durante os últimos dez anos, ou seja, entre 01 de janeiro de 2008 e o momento da abertura das inscrições (22 de fevereiro). Arquitetos, escritórios de arquitetura ou coletivos de arquitetos podem se inscrever com mais de um projeto.

O júri, formado pelos arquitetos Adriana Benguela, Fábio Mariz Gonçalves, José Lira, Marcos Boldarini e Priscyla Gomes, selecionará os dez trabalhos finalistas para participar da exposição na sede do Instituto Tomie Ohtake, que estará aberta ao público de 23 de agosto a 23 de setembro. Na inauguração do evento, serão anunciados os vencedores. Cada um dos três projetos selecionados receberá uma viagem internacional destinada a um membro da equipe de arquitetos responsáveis pelo projeto.

As inscrições devem ser feitas pelo site do Instituto Tomie Ohtake, onde também é possível encontrar mais informações sobre a premiação, o edital e a plataforma de inscrição.

Em 2017, o 1º lugar do Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel ficou com Adriana Benguela (Rosenbaum + Aleph Zero) com o projeto Moradas Infantis (Formoso do Araguaia, TO, 2015), enquanto Marcos Paulo Caldeira (MM18) foi o segundo colocado, com o Mirante 9 de Julho (São Paulo, SP, 2015), e Enk te Winkel (Vão) foi o terceiro, com o projeto Subsolanus (Cidade do México DF, México, 2015). Desde sua primeira edição, a premiação recebeu 519 projetos inscritos, provenientes de 19 estados e do Distrito Federal.

Por Gabriel Gameiro