Confira o projeto vencedor do concurso para o Memorial às Vítimas da Boate Kiss, no Rio Grande do Sul

O Departamento Rio Grande do Sul do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-RS) divulgou no dia 10 de abril que o escritório Motta e Zene Engenharia e Arquitetura foi o vencedor do Concurso Público Nacional de Arquitetura para o Memorial às Vítimas da Boate Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. A escolha foi unânime.

As equipes deveriam criar uma pequena edificação, um monumento e uma praça no terreno de 638,25 m². Segundo o memorial descritivo do projeto, o memorial pretende transformar a área da boate em um lugar de respeito ao passado, conforto ao presente e esperança ao futuro. Propõe-se transformar a perspectiva existente ligada ao trauma em um espaço de educação, troca e livre interação.

De acordo com a Comissão Julgadora, o projeto, representado pelo arquiteto e urbanista Felipe Zene Motta, reforça o sentido afetivo do lugar da memória ao mesmo tempo que oferece à cidade uma narrativa do fato de forma a contribuir para a superação. A facilidade e simplicidade de execução e manutenção são favorecidas pela organização espacial das funções em único pavimento.

O concurso foi promovido pela Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria (AVTSM), com o apoio da Prefeitura de Santa Maria e do Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS). Ao todo foram 133 projetos inscritos, sendo que quase um terço veio do Rio Grande do Sul.

Confira os demais vencedores da competição:

2º lugar: Espaço Equipe de Planejamento Arquitetura e Consultoria

Arquiteto Titular: Frederico André Rabelo
Co-Autores: Arq. Bruno Cabral, Arq. Guilherme Andrade, Arq. Jakelyne Martins e Arq. Rangel Brandão
Local: Goiânia (GO)
Comentário do Júri: “O edifício proposto se apresenta como um espaço de transição entre o exterior e interior, onde o Memorial se expressa como um recinto que induz a introspecção reforçada pelo uso da luz natural. Os materiais e a morfologia adotada conferem impacto visual e solidez institucional. A permeabilidade espacial garante a integração funcional de todo o programa”.

3º lugar: Estúdio 41 Arquitetura

Arquiteto Titular: Fabio Henrique Faria
Co-Autores: Arq. Emerson Vidigal, Arq. Eron Costin, Arq. João Gabriel Rosa, Arq. Martin Kaufer Goic
Colaboradores: Daniela Moro, Gabriel Tomich, Matheus Fernandes
Local: Curitiba (PR)
Comentário: “A proposta busca fazer desaparecer o edifício através da superfície definida pelos limites do terreno, dando lugar a uma praça de água separada da rua, por um filtro material que aparece como um espaço urbano simbólico e sensorial. O percurso proposto cria um túnel de lembranças onde a luz mutante reforça as sensações”.

4º lugar: MACh Arquitetos

Arquiteto Titular: Fernando Maculan Assumpção
Co-Autores: Arq. Joana César Magalhães, Arq. Edgar Mazo, Arq. Sebastián Mejia, Biólogo Luiz Glück
Colaboradores: Arq. Ricardo Lobato, Est. Natalia Villada Villada, Est. Juan Pablo Echeverry, Est. Juan Jose Gonzales Hurtado, Arq. Manuel Rodríguez, Est. Martin Jaermann
Consultores: Arq. Mariana Novaes (Projeto de Iluminação), Eng. Antônio Sérgio Resende (Estruturas), Eng. Umberto Aragão (Instalações Elétricas), Eng. Djalma Prado (Instalações Hidráulicas e PCIP), Eng. Vanessa Cris Magon (Instalações Hid. e PCIP), Eng. Luís Almeida (Proj. Ar Cond. e Exaustão), Eng. Carlos da Silva (Proj. Ar Cond. e Exaustão)
Local: Belo Horizonte (MG)
Comentário: “O projeto oferece um relevante espaço público aberto para a cidade, concretizando o gesto urbano através da criação do vazio. Há vegetação utilizada como material, cujas cores, aromas e texturas delimitam a composição. A iluminação natural e artificial promove ambiências diurnas e noturnas propiciando a percepção das memórias”.

5º lugar: tao arquitetura

Arquiteto Titular: Paulo Henrique Paranhos
Co-Autores: Arq. Gabriel Daher Jardim
Colaboradores: Acad. Dante Akira Uwai, Acad. Claudia Cássia, Acad. Mariana Bueno
Consultores: Eng. Leonardo Ryozo Katori (estruturas), Eng. Leonardo Ryozo Katori (instalações)
Local: Brasília (DF)
Comentário: “Proposta configura-se como espaço neutro, quase desmaterializado, reforçando atributos do Memorial. A caixa de luz surge como um farol simbólico representativo, acentuando os aspectos solenes do lugar”.

Menção honrosa: OTP arquitetura

Arquiteto Titular: Pedro Rodrigues do Prado
Co-Autores: Arq. Raphael Hashighuchi Takano, Arq. Arthur Alcaras Oishi, Arq. Guilherme Nakao Lauretti, Arq. Rafael Calascibetta Secolin
Consultores: Eng. Rodrigo Takano (estruturas/inst. prediais)
Local: São Paulo (SP)

Menção honrosa: Alves & Gonçalves Arquitetura e Urbanismo

Arquiteto Titular: Ricardo Felipe Gonçalves
Co-Autores: Arq. Matheus Marques Rodrigues Alves, Arq. Marcus Rosa
Colaboradores: Estag. Priscila Pasquarelli
Local: São Paulo (SP)

Menção honrosa: NV Arquitetura Eirel

Arquiteto Titular: Nonato Veloso
Colaboradores: Arq. Thaís Losi (edição de imagem), Arq. Henrique Balduíno (edição de imagem)
Local: Brasília (DF)

Menção honrosa: EACE Engenheiros Associados Consultores em Engenharia

Arquiteto Titular: Paulo Lourenço de Jesus
Co-Autores: Arq. Deryck Dantom
Consultores: Eng. Marcio Costa (estruturas e instalações)
Local: Brasília (DF)

Menção honrosa: Figueroa Arquitetura e Urbanismo

Arquiteto Titular: Mario Figueroa
Co-Autores: ARQ. LETÍCIA TAMISARI, ARQ. RENATO ASSADA
Colaboradores: ARQ. EVERTON PENARIOL, ACAD. LUCAS CUNHA, ACAD. VITÓRIA PAULINO, ACAD. ANA FLÁVIA BORELLI
Consultores: ENG. RICARDO DIAS (ESTRUTURA), ARQ. ANA LUCIA SPINA (LUMINOTÉCNICA)
Local: São Paulo (SP)

Por Gabriel Gameiro