Com um projeto de interiores que extrapola os limites do prédio e se exibe para a cidade, a nova sede da OLX, no Rio de Janeiro, aposta em soluções estéticas e espaciais focadas na diversão e no convívio entre os funcionários

Durante o dia, o efeito passa despercebido. Ao cair da noite, no entanto, a atmosfera se transforma: realçado pela iluminação, o jogo de cubos coloridos que se revela entre o sétimo e o nono andar deste edifício comercial envidraçado ganha uma vibração surpreendente e atrai os olhares dos passantes, se envolvendo ativamente no cotidiano da cidade.

Trata-se da nova sede carioca da multinacional de classificados online OLX, concebida pelo escritório paulistano SCAA – Sergio Camargo Arquitetos Associados. O mote foi trocar dois endereços por um único espaço, que desse conta de acomodar os cerca de 400 funcionários do grupo e oferecesse a eles um ambiente de trabalho estimulante e, sobretudo, propício à troca de ideias.

A adoção do conceito de diversão no escritório seguiu o exemplo de diversas empresas de tecnologia, e era o ponto de partida da proposta. Dois escorregadores, uma piscina de bolinhas e uma generosa área reservada à descontração – com direito a mesas de sinuca, pebolim e carteado, além de tevês e videogames – fazem parte do programa, que ocupa 2,6 mil m² distribuídos em três pavimentos de um prédio corporativo recéminaugurado no Flamengo.

DIVERSÃO PARA ADULTOS

Levando em conta o complicado desenho da planta, a distribuição do programa privilegiou a setorização por andares, o que garantiu um fluxo mais organizado.

A entrada principal fica posicionada no pavimento central, que desempenha o papel de cartão de visitas do escritório e integra as áreas de lazer, descompressão e serviços, além de oferecer espaços para reuniões nos mais diferentes formatos, incluindo despojados conjuntos de sofá, casulos para bate-papos, telefonemas e videoconferências, salas convencionais e palco para apresentações.

Os outros dois pisos têm layouts idênticos entre si e são destinados a uma sequência de estações de trabalho totalmente abertas, sem salas exclusivas nem mesmo para a diretoria.

O principal desafio foi estabelecer uma comunicação rápida e fluida entre os três andares, daí a ideia de criar o conjunto com ares de playground, que se tornou uma das principais marcas do projeto: inspirado no logotipo da companhia, ele exigiu a abertura de grandes rasgos na laje dos dois pisos superiores do escritório e é composto de uma escada metálica roxa de dois lances, que se assemelha à letra O, somada a um par de escorregadores de fibra de vidro confeccionados sob medida, um verde remetendo ao L e um laranja representando o X.

Quem desce escorregando encontra, no fim do trajeto, uma piscina de alvenaria coberta com revestimento emborrachado preto e preenchida com milhares de bolinhas plásticas que repetem as três cores da marca. No percurso há luminárias tubulares de acrílico que pendem em alturas variadas.

CUBOS MÁGICOS

O pé-direito reduzido, com pouco menos de 3 m, levou à decisão de não se utilizar forro e manter as instalações aparentes para conseguir uma maior amplitude espacial. A novidade foi o tratamento cromático que as lajes nervuradas receberam: enquanto as grelhas foram pintadas de preto, o interior das cubetas ganharam 12 cores de tinta – separadas por quadrantes, cada uma das três tonalidades da marca foi decomposta em quatro matizes de diferentes intensidades. O efeito de profundidade foi reforçado pela iluminação direta e indireta. “De um problema, nós criamos um dos maiores diferenciais da proposta”, ressalta Sergio Camargo.

A mesma paleta ainda está presente nas portas dos grandes conjuntos de lockers que atendem os funcionários, no piso têxtil flocado com fibras de náilon (semelhante a um carpete modular) e em alguns móveis posicionados em localizações estratégicas. A maior parte do mobiliário, porém, apresenta variações de cinza, criando um campo neutro sob a profusão de cores do teto. A mesma função cumprem os poucos pilares de concreto aparente presentes no escritório quase inteiramente envidraçado, mantidos sem acabamento.

Por: Carine Savietto