Custos: cobertura de vidro

Durante a reforma de um sobrado na Vila Madalena, zona Oeste de São Paulo, para transformá-lo em ateliê e escritório (AU 249), os arquitetos do Zemel previram uma cobertura envidraçada em toda a lateral do terreno, estruturada por uma pérgola metálica. A construção só foi possível porque a obra original tem menos de 6 m de largura e o recuo pode ser incorporado à planta de ocupação. A solução trouxe maior amplitude ao espaço e abriga circulação e uma área para café.

Maíra Acayaba

MAT = Materiais MO = Mão de obra

PADRÃO FINO: RESIDÊNCIA TÉRREA, ALVENARIA COM TIJOLOS CERÂMICOS COMUNS, CAIXILHOS DE ALUMÍNIO COM VIDRO TEMPERADO, FACHADA COM PINTURA LÁTEX ACRÍLICA, COBERTURA CONVENCIONAL COM TELHAS SUBSTITUÍDA POR COBERTURA COM LAJE IMPERMEABILIZADA PADRÃO MÉDIO: ALVENARIA COM TIJOLOS CERÂMICOS COMUNS, CAIXILHOS DE ALUMÍNIO COM VIDROS COMUNS, COBERTURA COM TELHAS CERÂMICAS E FACHADA COM PINTURA LÁTEX PVA PADRÃO BAIXO: RESIDÊNCIA TÉRREA, ALVENARIA DE BLOCOS DE CONCRETO, CAIXILHOS DE ALUMÍNIO COM VIDRO COMUM, PINTURA INTERNA E EXTERNA COM CAIAÇÃO SOBRE MASSA GROSSA DESEMPENADA, COBERTURA COM TELHAS DE FIBROCIMENTO

NOS CUSTOS/M² TAMBÉM NÃO SÃO CONSIDERADOS: PROJETOS, ORÇAMENTOS, EMOLUMENTOS, MOVIMENTOS DE TERRA, FUNDAÇÕES ESPECIAIS, AQUECEDORES E PAISAGISMO

SE VOCÊ É ASSINANTE DE AU, ACESSE O TCPOWEB.PINI.COM.BR, CONSULTE TODOS OS PREÇOS DE INSUMOS E SERVIÇOS CALCULADOS PELA PINI, FAÇA ESTIMATIVAS E ARQUIVE SEUS ORÇAMENTOS RESUMIDOS

POR: ANA CAROLINA FERREIRA