Editorial: ode à cidade

Dois edifícios residenciais na capital paulista mostram que há novas maneiras de construir na cidade seguindo as exigências do mercado imobiliário, mas com bons projetos de arquitetura. No meio de centenas de novos edifícios que repetem fórmulas e padrões, os arquitetos do UNA lograram erguer uma torre de concreto, mesclando robustez e delicadeza; estrutura e função. O Huma Klabin é uma ode à cidade, e faz com que os moradores nunca se esqueçam disso. A vista da urbe em várias camadas entra pelas aberturas do edifício inclusive no corredor de acesso aos apartamentos. Também em São Paulo, Lucas Bittar e Felipe Hsu projetaram o Amoreira, um edifício de linhas singelas, mas funcionais, revelando a verdade dos materiais e gentil com o entorno. Dois projetos publicados em detalhe nesta edição.

Com muitos desenhos técnicos – incluindo a análise na seção Aulas de projeto feita por Sasquia Obata e Marina Grinover – desvendamos o Senai de São Caetano do Sul, do NPC Grupo Arquitetura. Pátios, passarelas, vazios e brises são pensados e projetados para que o espaço seja, ele mesmo, parte da aprendizagem do centro de ensino, possibilitando as muitas chances de encontros e de conversas entre alunos e professores. E é com dois pátios que os arquitetos do Terra e Tuma garantem a entrada de luz natural na estreita residência Mipibu, em São Paulo. Os quatro projetos estão publicados em primeira mão pela AU.

“Perspectivas artísticas e renderes podem colocar imagens vivas em propostas de parques de bairros ou esplanadas arborizadas; e argumentações racionais podem invocar os frequentadores que poderiam apreciá-los. Mas, na vida real, apenas uma vizinhança diversificada tem o poder efetivo de induzir uma fluência natural e permanente de vida e de usos”
Jane Jacobs,
 em Morte e vida de grandes cidades

Para falar sobre instrumentos de requalificação urbana, conversamos com Carlos Leite, urbanista e professor da FAU-Mackenzie. Carlos nos conta como grandes e médias cidades podem agir para recuperar seus centros e atrair mais moradores. E, para finalizar, nossa homenagem póstuma a Zaha Hadid, em um artigo analítico sobre sua vida e sua obra.

BIANCA ANTUNES