Os profissionais que assinaram os projetos publicados na edição

Encaixe perfeito
No primeiro dia de aula da Universidade Santa Úrsula, no Rio de Janeiro, Flavia Quintanilha e Rodrigo Fernandes 1 já haviam se tornado amigos. Passado um tempo, além de se unirem como casal, decidiram começar a trabalhar juntos, e em 1999 fundaram o Architectare. Os arquitetos se enveredaram naturalmente para a categoria residencial, para a qual comentam não haver uma fórmula fixa – apenas buscam integração e flexibilidade dos espaços para que “a arquitetura possa ser movimentada, mexida e usada de diversas maneiras” sem comprometimento do ambiente. Premiados pelo Retiro do Escritor, apresentado nesta edição, Flavia e Rodrigo continuam a trabalhar com projetos de casas em diversos lugares do País.

Maíra AcayabaCabeças criativas
Superlimão Studio 2 é um escritório paulistano comandado pelos sócios Thiago Rodrigues, Lula Gouveia e Antonio Carlos Mello, que trabalham junto a outros sete arquitetos na criação de espaços, móveis e produtos. Desde 2002 o desafio contínuo, segundo a equipe, é de decifrar a leitura de comportamentos e buscar a excelência de interação entre o indivíduo e o mundo materializado à sua frente. Os profissionais do estúdio, que se valem da experimentação de formas e materiais em suas obras, enxergam os espaços e fluxos como uma extensão dos indivíduos. Os ambientes e objetos da equipe caminham do criativo ao incomum dentro de um recorte preciso e bem demarcado do tema e se baseiam em conceitos e valores do cliente para sintetizar todas essas informações nos trabalhos apresentados.

O desenho me desenha
Ana ValadresA casa número 414 da avenida Álvares Cabral é uma das mais antigas de Belo Horizonte, e há mais de 40 anos emprestou sua biblioteca para o arquiteto Gustavo Penna 3 fazer do cômodo um local de trabalho. A oficialização da atividade que começou com pequenas reformas aconteceu com a formalização do escritório em 1974. A própria casa, em que hoje trabalham 25 arquitetos, também o move: “A construção é um ser vivo que respira, abre janelas e as pessoas passam por ela e ela vai ganhando a pátina do tempo, acumulando histórias, referências e simbologias”, comenta. “Se você fizer uma arquitetura e ela não for interpretada, incorporada e assumida como verdadeira, não adianta você ter feito a coisa mais bonita do mundo – ela deixou de ter validade.” Gustavo acredita que nenhum produto arquitetônico ou urbanístico seja isento das influências de quem o faz. Desde o início dos trabalhos do arquiteto, mudaram as linguagens, mas não o que o move a trabalhar – a crença no ser humano e o gosto pelo desenho à mão, que num duplo sentido abre espaço para correr o risco.

Interior em foco
Bruna CicarelliFoi com a ideia de trabalhar com interiores que Dante Della Manna 4 fundou seu escritório em 1998 em São Paulo. O local, que desde 2001 é também dividido com o primo e sócio Antonio Mantovani Neto 5 , realiza projetos nas áreas corporativa, comercial e educacional com foco em design específico moldado para o cliente. Enquanto Dante é responsável pela área de criação, consultoria estratégica e programas de ocupação, fica nas mãos de Antonio os certificados Leed e PMP, o atendimento aos clientes e o gerenciamento dos times de desenvolvimento de projeto e implantação. Desde a escolha de materiais até o tipo de iluminação valorizado, tudo passa por critérios rigorosos e característicos de sustentabilidade, um dos pilares em que se apoiam os profissionais. O escritório atualmente desenvolve o projeto de interiores de uma escola de 40 mil m² e está na etapa de finalização do projeto de interiores do Yahoo.

IMAGENS 1 arquivo pessoal 2 Maíra Acayaba 3 Ana Valadres 4/5 Bruna Cicarelli