32º Prêmio Design MCB abre inscrições para o Concurso do Cartaz

32º Prêmio Design MCB abre inscrições para o Concurso do Cartaz

Realizado pelo Museu da Casa Brasileira (MCB), o prêmio Design MCB chega em sua 32ª edição este ano e acaba de abrir as inscrições para o seu Concurso do Cartaz. A iniciativa visa desafiar profissionais e alunos de diversas formações a criar a principal peça de divulgação da premiação, promovendo uma reflexão sobre o design brasileiro.

“Um dos principais objetivos do concurso é fortalecer o cartaz como meio de expressão. Para isso, os participantes devem concentrar seus esforços no projeto do cartaz enquanto peça gráfica autônoma, com força e linguagem próprias”, diz o regulamento. Este ano, a competição traz dois novos critérios de avaliação: facilidade de produção e de distribuição. Também não será mais necessário o envio do cartaz em prancha rígida.

Leia mais

Museu da Casa Brasileira divulga vencedores do 31º Prêmio Design MCB

Museu da Casa Brasileira divulga vencedores do 31º Prêmio Design MCB

O Museu da Casa Brasileira (MCB), sob direção da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, anunciou os 54 selecionados do 31º Prêmio Design MCB, entre vencedores e menções honrosas. Nesta edição, 587 trabalhos se inscreveram na premiação.

Na categoria Construção, o objetivo era reconhecer os produtos necessários para o cotidiano de uma obra, mas que se destacassem de forma estética. O primeiro lugar ficou com a Torneira UP&Down, da CEA Design, por Marcio Kogan, Mariana Ruzante e Diana Radomysler. O segundo lugar foi para a Ducha Higiênica Despressurizada, da Deca – Duratex S.A., por Pedro Martins, Regis Carvalho Romera e Caio del Giorno Vasone. Já o terceiro lugar foi para a Coleção Escamas, da Santa Luzia, por Gabriel Freitas de Andrade, Paulo Biacchi, Marcelo Rosenbaum, Carolina Armelli e Adriana Benguela.

Leia mais

Prêmio Design MCB chega a sua 30ª edição com 48 trabalhos premiados. Veja os escolhidos em mobiliário

Prêmio Design MCB chega a sua 30ª edição com 48 trabalhos premiados. Veja os escolhidos em mobiliário

Para a diretora-geral do Museu da Casa Brasileira, Miriam Lerner, a razão de o prêmio existir foi mudando conforme os anos. “Quando a premiação foi criada, não havia uma compreensão [da indústria] da importância do design como possibilidade de agregar valor ao produto”, comenta. No início, eram escolhidos trabalhos que estivessem em linha de produção. Recebiam o troféu o designer e o fabricante. Com o passar dos anos, o museu entendeu sua vocação. Hoje, seleciona com o Prêmio Design os melhores projetos nas áreas de construção, eletroeletrônicos, iluminação, mobiliário, têxteis, transportes e utensílios.

Na categoria Mobiliário, destaque desta reportagem, o júri foi composto por Daniel Candia Alcântara de Oliveira, professor de projeto e expressão e representação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Edison Barone, professor da graduação do curso de design e da pós-graduação do curso de gestão estratégica de moda, da Fundação Armando Alvares Penteado, e Mauro Claro, professor titular da FAU- Mack. O grupo seleto adotou como critério de avaliação a qualidade projetual e a racionalidade no uso dos materiais, que implicam diretamente a qualidade de uma estética contemporânea que esteja em sintonia com aspectos ambiental e social.

Leia mais