Edifício de quatro andares projetado pelo Arquea em lote estreito de Curitiba combina vidro, elementos vazados e térreo livre

Edifício de quatro andares projetado pelo Arquea em lote estreito de Curitiba combina vidro, elementos vazados e térreo livre

Em um lote irregular de 7,5 m de frente que afunila até chegar a 4 m, o escritório Arquea, em Curitiba, conseguiu inserir um edifício de dois pavimentos e térreo livre em um total de 370 m2 de área construída. Para fugir da pequena largura, o arquiteto Fernando Caldeira de Lacerda, do Arquea, implantou a construção junto à rua, respeitando 5 m de recuo frontal, e liberou os fundos para criação de área verde e estacionamento. O potencial construtivo do terreno somado ao seu tamanho propiciou a criação de quatro apartamentos de um dormitório, sendo dois deles voltados para a rua e dois para o jardim, divididos em blocos unidos por passarelas de circulação. A construção foi resolvida com o uso de um sistema pré-fabricado de lajes painel, mais esbeltas. Elas funcionam de modo similar ao de uma laje maciça e permitem a ausência de vigas nas bordas frontal e posterior, o que torna a fachada visualmente mais leve. A estrutura resultou em um térreo livre e contínuo: o olhar de quem passa pela rua alcança o fundo do lote, criando uma relação de continuidade entre espaço público e privado.

Leia mais