Os profissionais que assinaram os projetos publicados na edição

Os profissionais que assinaram os projetos publicados na edição

Espetáculo colaborativo
Criado por Thiago Bernardes 1 (à esquerda) em 2012, em parceria com os sócios Camila Tariki, Nuno Costa Nunes e Márcia Santoro, o escritório Bernardes Arquitetura é o capítulo atual de uma das mais importantes histórias da arquitetura brasileira. Thiago é a terceira geração de uma família de mestres: neto de Sergio Bernardes, um dos grandes nomes do modernismo das décadas de 1950 e 1960, e filho de Claudio Bernardes, um dos mais expressivos arquitetos dos anos 1970, 1980 e 1990. Para Thiago, “o sucesso do escritório só é possível graças à equipe que se complementa e trabalha totalmente integrada”. Hoje, são cerca de 60 profissionais divididos entre Rio e São Paulo, atuando nas áreas de arquitetura, urbanismo e design de interiores no Brasil e no exterior. Coordenador do projeto do Instituto Brincante, Dante Furlan 1 (à direita) foi convidado para fazer parte da sociedade em 2013.

Leia mais

Respeitando e aproveitando ao máximo o declive do terreno, projeto da Escola Villa Lobos prioriza a interação entre os estudantes de diferentes idades e aposta num sistema construtivo eficiente de concreto pré-fabricado

Respeitando e aproveitando ao máximo o declive do terreno, projeto da Escola Villa Lobos prioriza a interação entre os estudantes de diferentes idades e aposta num sistema construtivo eficiente de concreto pré-fabricado

Criar espaços simplesmente divididos por faixas etárias seria o raciocínio mais simples e óbvio na hora de conceber o projeto de um colégio com alunos de 0 a 18 anos, frequentando do berçário ao cursinho pré-vestibular. Mas, ao conceber a escola Villa Lobos, na cidade de Amparo, interior de São Paulo, os arquitetos João Paulo Daolio e Thiago Natal Duarte, do Obra Arquitetos, preferiram propor um lugar de liberdade, com áreas interligadas, sem muitas portas nem grades entre elas.

“É preciso estimular a convivência e desenvolver o senso de coletividade entre crianças e adolescentes”, justifica João Paulo. Por essa e outras é que o projeto participou e venceu uma concorrência com outros escritórios apostando em ideias originais e objetivas. Para chegar a cada uma das 29 salas de aula, rampas e pátios ocupam perfeitamente os diferentes desníveis, deixando a circulação fluida, dinâmica e delimitando, sutilmente, as áreas. Uma praça central arborizada, preceito milenar da arquitetura, tem a função de controlar o clima, contribuindo para a ventilação e a iluminação dos ambientes e também privilegiando a interação entre a garotada.

Leia mais

Contrastante e, ao mesmo tempo, bem inserido na paisagem, projeto une volume destacado em relação ao solo e painéis de vidro a linguagem urbana

Contrastante e, ao mesmo tempo, bem inserido na paisagem, projeto une volume destacado em relação ao solo e painéis de vidro a linguagem urbana

“Um projeto simples, escancarado para a cidade.” Dessa maneira o arquiteto João Paulo Daolio descreve a Imobiliária Kogake localizada no bairro de Vila Ema, em São José dos Campos, no interior paulista. O projeto desenvolvido pelo Obra Arquitetos – escritório dirigido por Daolio e Thiago Natal Duarte – procura oferecer relações visuais e físicas mais francas com seu entorno, em contraste com o contexto imediato onde tanto o casario de baixo gabarito como as torres de condomínios residenciais têm suas fachadas marcadas por gradis e muros.

O lote de esquina, destinado ao projeto, direciona algumas operações dos arquitetos: os principais núcleos de trabalho da imobiliária concentram-se no primeiro pavimento e no subsolo do edifício, de maneira a diminuir a ocupação do térreo.

Leia mais