Projeto Moradas Infantis, no Tocantins, vence 4º Prêmio Tomie Ohtake AkzoNobel de Arquitetura

Projeto Moradas Infantis, no Tocantins, vence 4º Prêmio Tomie Ohtake AkzoNobel de Arquitetura

O Instituto Tomie Ohtake e a AkzoNobel anunciaram na última quinta-feira (10) os vencedores do 4º Prêmio Tomie Ohtake AkzoNobel de Arquitetura. A solenidade ocorreu durante a abertura da exposição dos 10 finalistas da premiação, que segue em cartaz na sede do instituto em São Paulo até 17 de setembro.

Os escritórios Rosenbaum e Aleph Zero, representados pela arquiteta Adriana Benguela, foram os grandes vencedores com o projeto Moradas Infantis, em Formoso do Araguaia, no Tocantins. O trabalho foi desenvolvido em 2015 com o objetivo de criar habitação para crianças de 13 a 18 anos, adequando a arquitetura à cultura local indígena. Os arquitetos mantiveram a separação original de duas vilas, uma feminina e outra masculina, com 45 unidades com seis pessoas cada, preservando a qualidade de vida. O projeto desenvolvido na área de 23.344,17 m² conta com sala de TV, espaço para leitura, varandas, pátios e redários, entre outros equipamentos.

Leia mais