Arquitetos e urbanistas de Minas Gerais podem apresentar projetos ao Corpo de Bombeiros pela internet

Arquitetos e urbanistas de Minas Gerais podem apresentar projetos ao Corpo de Bombeiros pela internet

Os profissionais com registro no Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) podem desde setembro apresentar digitalmente os projetos das edificações para receber o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) na região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais. O protocolo, a aprovação, a vistoria e a liberação da autorização podem ser pedidos por meio do Sistema de Informações do Serviço de Segurança Contra Incêndio e Pânico (Infoscip), implantado em 2012.

Leia mais

Encravado no topo de um mirante entre verdes montanhas da capital mineira, complexo cervejeiro se destaca pelo traçado arquitetônico inventivo e envolvente de Gustavo Penna

Encravado no topo de um mirante entre verdes montanhas da capital mineira, complexo cervejeiro se destaca pelo traçado arquitetônico inventivo e envolvente de Gustavo Penna

No princípio, eram dois elementos primordiais: um cenário de tirar o fôlego e um briefing que apontava para a criação de um ambiente propício tanto à produção quanto ao consumo de cervejas artesanais de alta qualidade. Entrelaçar essas duas pontas e amarrá-las com o desejo de surpreender os visitantes com uma miríade de experiências sensoriais foi o trabalho empreendido pelo arquiteto Gustavo Penna (GPA&A) ao projetar o Ateliê Wäls, novo complexo da cervejaria mineira que firmou parceria com a Ambev em 2015.

O local escolhido para a implantação do espaço foi um antigo galpão fabril, acomodado no topo de um dos idílicos morros do bairro Olhos D’Água, em Belo Horizonte, razão pela qual privilegiar a paisagem foi o ponto de partida. “A cidade, vista assim do alto, mais parece um céu no chão”, pontua o arquiteto, citando a canção de Paulinho da Viola para justificar o fechamento envidraçado que envolve a construção de 1.900 m² distribuídos em três pavimentos.

Leia mais

Prêmio Arquiteto e Urbanista do Ano tem inscrições prorrogadas

Prêmio Arquiteto e Urbanista do Ano tem inscrições prorrogadas

A Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA) prorrogou até o dia 12 de setembro as inscrições para o 12º Prêmio Arquiteto e Urbanista do Ano. A premiação funciona por indicação e, neste ano, poderão participar profissionais que tenham atuação somente no setor público e privado do estado de Minas Gerais e da região Sudeste.

Para a seleção dos profissionais será considerado a relevância do trabalho “caracterizado pelo impacto das realizações nas áreas científica, política, social e tecnológica, com alcance social e humano, através de ações, projetos ou obras inovadoras que beneficiem a comunidade brasileira”, de acordo com o edital. O premiado de cada categoria (Público e Privado) receberá uma escultura simbolizando a premiação e um diploma com a descrição do motivo do prêmio.

Leia mais

Projeto de reforma para a nova sede de agência de viagens em Minas Gerais revela design criativo de fachada, identidade visual e missão corporativa

Projeto de reforma para a nova sede de agência de viagens em Minas Gerais revela design criativo de fachada, identidade visual e missão corporativa

O edifício escolhido pela Trade Turismo em Uberlândia (MG), na principal via comercial da cidade, era uma verdadeira caixa de vidro exposta à avenida, submetida a forte insolação sobre todas as suas faces, das primeiras horas da manhã até o final da tarde.

Para as equipes do Aguirre Arquitetura e do Studio Porto Arquitetura, que trabalharam em conjunto na reforma, o primeiro grande desafio era propor uma solução de fachada que contornasse o efeito estufa e os gastos excessivos com refrigeração – inevitáveis – que o uso comercial geraria.

Leia mais

Com pedra sabão e muxarabi metálico, Gustavo Penna inaugura Museu de Congonhas em Minas Gerais

Com pedra sabão e muxarabi metálico, Gustavo Penna inaugura Museu de Congonhas em Minas Gerais

“Todo escritor começa barroco e busca não a simplicidade, que é desimportante, mas sim uma contida e modesta complexidade.” Com essa frase de Graciliano Ramos, pode-se explicar muito da procura arquitetônica que Gustavo Penna vem refinando nos 40 anos de atuação de seu escritório. Com linhas contidas, reverência ao passado e ideais contemporâneos, Gustavo Penna propõe um museu em Congonhas, Minas Gerais, para reverenciar outro museu, a céu aberto, idealizado por Aleijadinho: o Santuário de Bom Jesus de Matosinhos. O conjunto com seis capelas, um adro com esculturas em pedra sabão e a igreja no topo do morro Maranhão foi construído em meados do século 17 e hoje é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e reconhecido pela Unesco como Patrimônio Cultural Mundial. Leia mais

Carlos Teixeira projeta casa com piscina suspensa em Moeda, MG

Carlos Teixeira projeta casa com piscina suspensa em Moeda, MG

Um dos meus ensaios favoritos de teoria da arquitetura foi escrito em 1921 pelo poeta francês Paul Valéry. Eupalinos ou o arquiteto tem uma deliciosa tradução em português, de 1999, com prefácio do saudoso Joaquim Guedes. No texto de Valéry, Sócrates e Fedro se encontram após a morte, e o aristocrata Fedro pergunta ao mestre Sócrates o que ele gostaria de ter sido se não fosse filósofo. Sócrates responde que a única outra profissão a que teria se dedicado seria a de arquiteto, e começa a enaltecer as obras de Eupalinos de Megara, construtor que viveu no século 6 a.C.. Enquanto celebra Eupalinos, Sócrates explica que o arquiteto tem uma rara oportunidade de equilibrar o pensamento e a ação. Enquanto um filósofo é treinado a pensar, desconstruindo o conhecimento, o construtor é treinado a fazer. Aquele que apenas faz nunca tem tempo para pensar. E aquele que apenas pensa nunca tem tempo para fazer algo. O arquiteto é aquele que consegue alternar doses igualmente intensas do fazer e do pensar, o que segundo o Sócrates de Paul Valéry seria a mais nobre das profissões. Leia mais