Projeto brasileiro Moradas Infantis, no Tocantins, é finalista do prêmio MCHAP.emerge

Projeto brasileiro Moradas Infantis, no Tocantins, é finalista do prêmio MCHAP.emerge

O Moradas Infantis, projeto dos escritórios Rosenbaum e Aleph Zero, é o único projeto brasileiro finalista do Mies Crown Hall Americas Prize (MCHAP) Emerge, prêmio bienal ao trabalho de escritórios emergentes do continente americano. O trabalho concorre com edifícios nos Estados Unidos e no México.

O prédio, localizado em Formoso do Araguaia, no Tocantins, foi desenvolvido em 2015 com o objetivo de criar habitação para crianças de 13 a 18 anos, adequando a arquitetura à cultura local indígena. Os arquitetos mantiveram a separação original de duas vilas, uma feminina e outra masculina, com 45 unidades com seis pessoas cada, preservando a qualidade de vida. O projeto desenvolvido na área de 23.344,17 m² conta com sala de TV, espaço para leitura, varandas, pátios e redários, entre outros equipamentos.

Leia mais

Notícias do mundo da arquitetura

Notícias do mundo da arquitetura

Anastassiadis Arquitetos e Myssior A+U+G são destaques do Grande Prêmio
Com ares de casa de colecionador, o hotel de negócios Hilton Barra 1 , no Rio de Janeiro, venceu a 13ª edição do Grande Prêmio de Arquitetura Corporativa, na categoria Hotelaria Interiores. Inaugurado em 2015 com projeto dos arquitetos-sócios Patricia Anastassiadis, Artur Jorge de Deus e Priscila Raffaini Paya, o Hilton Barra abriga mais de 300 obras de arte com cores e texturas que remetem à natureza carioca. Entre os exemplares, há criações do paisagista Roberto Burle Marx e da escultora mineira Iole de Freitas, além de mobiliário assinado por designers renomados como Jorge Zalszupin, Jader Almeida e Hugo França.

Leia mais