Os profissionais que assinaram os projetos publicados na edição

DUS
Especialistas em arquitetura e design paramétrico, os profissionais que integram o time do escritório holandês DUS (da esq. para a dir.: Hedwig Heinsman, Inara Nevskaya, Hans Vermeulen e Martine de Wit) buscam continuamente expandir os limites do uso da impressão 3D na construção civil. O escritório é conhecido por desenvolver pesquisas tecnológicas, construções experimentais, obras de interesse social, e por perseguir o firme propósito de contribuir para mudanças reais de paradigmas: “A nossa maior ambição é democratizar a arquitetura, libertá-la de padronizações e acelerar a evolução do modo de construir mais sustentável para as cidades”, declaram.

Leia mais

Arquitetos e programadores compõem o DUS, responsável pela fabricação digital de fachada do Europe Building, em Amsterdã

Arquitetos e programadores compõem o DUS, responsável pela fabricação digital de fachada do Europe Building, em Amsterdã

As impressoras 3D e diversos setores da indústria – entre eles, a arquitetura, o design e a engenharia – vivem um início de namoro que promete ser longo e frutífero. A fabricação digital de produtos tem favorecido a liberdade dos profissionais de criação, assim como a utilização da tecnologia na modelagem de maquetes ajuda a identificar e solucionar erros de projetos que, de outro modo, seriam descobertos somente em estágios bem mais avançados da construção. Há também um campo bastante ambicioso, que diz respeito à impressão de casas e de outros tipos de edificações – em geral erguidos em algumas horas e extremamente baratos, se comparados às construções com métodos convencionais.

Leia mais