Inscrições para o Prêmio AsBEA – Produto do Ano 2017 estão abertas até o dia 14 de novembro

Inscrições para o Prêmio AsBEA – Produto do Ano 2017 estão abertas até o dia 14 de novembro

A Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura (AsBEA) está com inscrições abertas até o dia 14 de novembro para o Prêmio AsBEA – Produto do Ano 2017. A premiação visa reconhecer os melhores produtos e sistemas direcionados para o setor da construção civil, além de incentivar o desenvolvimento tecnológico.

Os produtos/sistemas devem ser inscritos nas categorias Sustentabilidade, Design e Inovação. Podem participar produtos já aplicados em obras concluídas ou ainda em execução e também produtos em lançamento desde que possuam toda a documentação estabelecida no edital. É permitida a participação com mais de um produto em diferentes categorias.

Leia mais

Shure inaugura sede brasileira em São Paulo projetada pela Perkins + Will

Shure inaugura sede brasileira em São Paulo projetada pela Perkins + Will

A Shure, empresa do setor de microfones e soluções de áudio, inaugurou em setembro sua primeira filial na América-Latina no edifício Vista Faria Lima, em São Paulo. Com projeto do escritório americano Perkins + Will, que também atua no Brasil, o local possui soluções acústicas que utilizam materiais e sistemas de áudio e vídeo da própria marca.

“Neste projeto desenvolvemos para sede um ‘open space’ colaborativo, potencializando a luz natural e a vista privilegiada que há no andar. Também criamos espaço para eventos e treinamentos, showroom, salas de reuniões, escritórios, espaços de descompressão e um café estrategicamente localizado para integrar a área de trabalho aos demais espaços”, explicou Fernando Vidal, da Perkins+Will.

Leia mais

Transformada em templo de bem-estar, a nova safra de banheiros conta com soluções e produtos que integram design, tecnologia e sustentabilidade

Para atender ao desejo dos clientes, que queriam duas cubas, boxe e banheira separados, a Korman arquitetos juntou o antigo banheiro ao quarto de empregada, conquistando esta generosa sala de banho.

Leia mais

Trabalho do arquiteto paulistano Pedro Franco causa impacto mundo afora e é comparado ao dos irmãos Campana. São dele criações bem brasileiras, a exemplo da cadeira Esqueleto, feita de materiais injetados e fibras de acerola, coco e açaí, que hoje integra o acervo permanente do Vitra Design Museum, na Alemanha

Uma cadeira é apenas uma cadeira – a não ser que seu criador seja Pedro Franco. Aos 40 anos e com alguns fios grisalhos na cabeça, o arquiteto paulistano transforma objetos inusitados e conceitos abstratos em lugares para as pessoas se sentarem. Quando ainda era estudante de arquitetura da Escola de Belas Artes, no ano 2000, ele criou sua primeira peça surpreendente usando uma câmara de ar de um carro, uma de caminhonete e uma de trator, cobertas de lycra. Batizada Orbital, a poltrona venceu em 1o lugar o prêmio nacional de design Brasil Faz Design. Outra de suas invenções é a cadeira Esqueleto, feita de materiais injetados e fibras de acerola, coco e açaí, que hoje integra o acervo permanente do Vitra Design Museum, em Weil am Rhein, na Alemanha.

Filho de pai arquiteto e mãe pedagoga, Franco cria móveis insólitos dentro do princípio que ele chama de “glocalidade”: a projeção internacional com base em profundas raízes locais. Discreto, empreendedor e modesto, hoje o arquiteto produz em escala industrial e expõe as peças de sua empresa, A Lot of Brasil, nos mais importantes salões de design de mobiliário do mundo. Franco já soma, só em Milão, 12 participações. Nesta entrevista, o homem capaz de fazer mobiliários com rebatedores de luz e câmeras pneumáticas fala de sua trajetória, conta como é ter o trabalho comparado ao dos irmãos Campana e revela seus planos para o futuro.

Leia mais

Desafio de Design Odebrecht Braskem abre inscrições para universitários de São Paulo

Desafio de Design Odebrecht Braskem abre inscrições para universitários de São Paulo

A 5ª edição do Desafio de Design Odebrecht Braskem está com inscrições abertas para estudantes de arquitetura de sete universidades de São Paulo (Belas Artes, FAAP, IED, Instituto Mauá, Mackenzie, Universidade São Judas e USP). O objetivo é criar uma coleção, toda em plástico, de piso, parede flutuante e revestimento.

Para participar, os universitários deverão formar grupos de até três pessoas. Serão duas etapas. Na primeira, uma equipe vai ser escolhida por instituição. Já na segunda, com duração de dois meses, os alunos serão capacitados pelo dono e designer do estúdio Fetiche Design Paulo Biacchi e sua sócia Carolina Armellini. “Os estudantes terão contato com o design na prática, por meio de aulas, workshops e mentorias”, comenta Biacchi. A designer Carolina Armellini complementou: “A experiência será a de um estúdio real de design, do briefing ao lançamento de uma coleção para o mercado”.

Leia mais