Conheça as chapas que vão participar das eleições do CAU neste ano

Conheça as chapas que vão participar das eleições do CAU neste ano

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) divulgou em seu site a relação das chapas participantes das eleições programadas para o dia 31 de outubro. De acordo com a entidade, serão eleitos 326 conselheiros titulares nas regionais (CAU/UF) e 28 conselheiros titulares no CAU/BR, além dos respectivos suplentes para o mandato de 2018 a 2020.

A principal função dos conselheiros é se manter informado sobre as modificações da legislação vigente, participando de reuniões Plenárias, reuniões de Comissões e reuniões de órgãos colegiados, estabelecidas em calendários definidos por cada regional da entidade. Vale ressaltar, que o cargo não é remunerado e só recebe auxílio somente para viagens e deslocamentos.

Leia mais

Eleições definem o destino da profissão. Veja entrevista com Haroldo Pinheiro, presidente do CAU/BR

Eleições definem o destino da profissão. Veja entrevista com Haroldo Pinheiro, presidente do CAU/BR

No dia 31 de outubro, cerca de 150 mil arquitetos e urbanistas vão escolher os novos profissionais para compor o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) e os Conselhos de Arquitetura e Urbanismo dos Estados e do Distrito Federal (CAU/UF), para o mandato 2018-2020. Na entrevista a seguir, o arquiteto e urbanista Haroldo Pinheiro, que cumpre o segundo mandato na presidência do CAU/BR, fala das expectativas para essas eleições, dos desafios dos próximos gestores e do legado que ele deixará.

Leia mais

CAU/BR promove II Conferência Nacional de Arquitetura e Urbanismo no Rio de Janeiro

CAU/BR promove II Conferência Nacional de Arquitetura e Urbanismo no Rio de Janeiro

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) irá realizar entre os dias 7 e 10 de outubro a II Conferência Nacional de Arquitetura e Urbanismo, no Rio de Janeiro. O tema principal deste ano será “Todos os Mundos – Rumo a UIA.2020.RIO”, em referência ao 27º Congresso Mundial de Arquitetos, que acontecerá no Rio de Janeiro em 2020 para discutir “Todos os mundos. Um só mundo. Arquitetura 21”.

Visando a aproximação de arquitetos e urbanistas, a conferência irá promover debates que envolvem o setor e políticas de orientação, disciplina e fiscalização da profissão. De acordo com o CAU/BR, acontecerão três palestras que serão segmentadas por bloco para pelo menos 600 arquitetos e urbanistas.

Leia mais

Arquitetos já podem registrar suas chapas para as eleições do CAU/BR

Arquitetos já podem registrar suas chapas para as eleições do CAU/BR

Os arquitetos e urbanistas interessados em participar das eleições do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) para o mandato de 2018 a 2020 podem inscrever suas chapas até 8 de setembro. De acordo com a entidade, serão eleitos 326 conselheiros titulares nas regionais e 28 conselheiros titulares no CAU/BR, além dos respectivos suplentes.

Podem participar arquitetos e urbanistas com registro definitivo ou provisório ativo no CAU/UF onde reside, que estejam adimplentes com o conselho; não estar cumprindo sanção por falta ético-disciplinar, por infração relacionada com o exercício do mandato ou da profissão; e não estar cumprindo pena ou sanção imposta por condenação judicial ou pelos tribunais de contas de acordo com a Lei da Ficha Limpa, além de outros requisitos impostos pelo Regulamento Eleitoral.

Leia mais

Editorial: reconhecimento e valorização

GUSTAVO CURCIO

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) e os Conselhos de Arquitetura e Urbanismo das Unidades da Federação (CAU/UF) foram criados pela Lei 12.378, de 31 de dezembro de 2010. Apenas um ano depois, em 15 de dezembro de 2011, nasceu o corpo que regula o exercício de nossa profissão no país. Consolidado, o CAU/BR desempenha papel fundamental para a valorização de arquitetos e urbanistas. Dentre os pleitos junto ao Congresso Nacional está a recém-apresentada proposta de criação de lei específica para contratação de projetos e obras públicas – apresentada no dia 5 de julho em conjunto com o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB). A ideia é tratar de forma diferenciada a compra de produtos como materiais de expediente, serviços intelectuais e serviços de arquitetura. “Estamos propondo um passo mais largo, para além da revisão da Lei de Licitações. É preciso uma lei própria para projetos”, afirmou o presidente do CAU/BR, Haroldo Pinheiro, durante o I Fórum de Desenvolvimento Urbano, realizado em uma parceria do CAU/BR e da Câmara dos Deputados.

Leia mais