Estudantes da UNIP e da Unicamp vencem concurso de ideias para Museu da Criatividade, em São Paulo

A equipe de Nicolas Henrique de Oliveira Meireles, Efrain Mateus da Costa Gadelha e Victor Hugo Buzim Fantini, da Universidade Paulista (UNIP), e Aline Espindola Borba e Juliana Leanza, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), venceu o Concurso 023 do portal Projetar.org, que propõe aos estudantes de arquitetura desenvolver o Museu da Criatividade na região da Barra Funda, zona Oeste de São Paulo.

A competição de ideias, realizada em parceria com a Zupi, previa a criação de um espaço social e cultural multidisciplinar voltado às artes visuais, design, fotografia, grafite, motion design, arquitetura, publicidade, entre outros. O projeto que ficou em primeiro lugar foi criado para, de acordo com o memorial descritivo, “levar o visitante a um passeio não apenas pelo museu, mas também induzir uma experiência excêntrica de contemplação, autoconhecimento e abertura às novas experiências”.

Primeiro lugar: Nicolas Henrique de Oliveira Meireles, Efrain Mateus da Costa Gadelha e Victor Hugo Buzim Fantini, da UNIP, e Aline Espindola Borba e Juliana Leanza, da Unicamp

O edifício possui dois volumes elevados do solo, revestidos por placas cimentícias perfuradas e fechamento de painéis envidraçados, que permitem a entrada de luz natural. Os blocos são interligados por passarelas metálicas e, no térreo, foi criada uma praça central, que guia o visitante ao foyer conectado ao auditório e ao acesso das galerias. “Acima do nível do foyer é implantada uma marquise, aumentando consideravelmente a área pública e de sombreamento do terreno que, em conjunto com a massa arbórea, ampara o conforto térmico e direciona a vista do visitante ao Memorial da América Latina”, dizem os estudantes.

O júri do concurso destacou a proposta justamente por localizar todo o programa social no pavimento térreo. A comissão foi formada pelo sócio fundador do Portal Projetar.org, Caio Smolarek Dias, pelo arquiteto e designer mestre Henrique Stabile, pelo arquiteto mestre especializado em Projetos Marcelo França dos Anjos, pelo sócio fundador do escritório Pascali Semerdjian Sarkis Semerdjian e pelo arquiteto graduado na FH Lippe, na Alemanha, Thorsten Nolte.

O segundo lugar na competição de ideias ficou com Filipe Gonzales Nobre Mangueira, Manoel Belisario Bezerra Viana e Caroline Gonçalves Elias, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Já o terceiro colocado foi para os estudantes Henrique Lemes Lobo e Elora Abritta Moro, da Universidade de Brasília (UNB).

Houve ainda três menções honrosas: para a equipe de Jessica Mitamura Sumita e Renan Roque dos Santos Araújo, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); para Débora Caroline Boniatti Silva, Monique Rodrigues Carrazzoni, Mariana Froner Branco e Camila de Oliveira Porto, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); e para Vinicius Fahrion Martini, do Centro Universitário Ritter dos Reis (UNIRITTER), e Caio Diniz de Farias, da UFRGS.

O concurso contou com 104 inscrições.