Proposta de Sergio Camargo para a sede da Viacom, em São Paulo, racionaliza divisórias e cromatismo

Quem chega à nova sede paulistana da Viacom Brasil em um dia comum de trabalho jamais imagina que, em ocasiões especiais, é possível abrir uma verdadeira clareira no meio do escritório para dar lugar a um confortável salão de eventos, com direito a telão e espaço para mais de uma centena de convidados. A “sala fantasma”, como foi apelidada pela equipe do escritório, é a grande estrela do projeto de interiores criado pelo escritório paulistano SCAA Arquitetura, mas não seu único destaque.

Conglomerado de mídia responsável por operar no país canais como MTV, Nickelodeon, Nick Jr., Comedy Central e Paramount Channel, a empresa buscava um lugar maior e mais moderno para concentrar todas as suas atividades e reunir os seus cerca de 150 funcionários. A escolha do novo endereço – um andar de 1.150 m² em um edifício corporativo no Itaim Bibi – levou em consideração, principalmente, a excelente infraestrutura do prédio, exigência técnica primordial da Viacom. O desejo de um visual estimulante e a necessidade de aproveitar ao máximo a metragem disponível vieram logo em seguida, norteando o trabalho desenvolvido pela equipe de arquitetos.

Trabalho cromático e transparências nas divisórias marcam visualmente o projeto de Sergio Camargo para a Viacom

EM UM PASSE DE MÁGICA
Bastante extenso, o programa foi acomodado na planta em formato de U de maneira organizada, tendo o hall de elevadores e a recepção ao centro. Um pouco mais adiante, um lounge conduz o visitante às salas de reuniões e à área que concentra todas as instalações técnicas, incluindo uma generosa sala de servidores, um pequeno estúdio de gravação, sete ilhas de edição e um estúdio de locução. De um lado do U, foram alocadas as estações de trabalho da equipe de programação e a sala de almoço; do outro, as estações de trabalho da equipe comercial e o setor da presidência. Em todo o perímetro do escritório, junto às janelas envidraçadas, ficam as salas dos diretores.

Uma importante particularidade da Viacom é a necessidade de apresentar regularmente projeções de seu conteúdo recém-produzido, tendo como público seus funcionários, os clientes e os colaboradores externos. Daí a exigência de uma área generosa com um grande telão multimídia: eis o maior desafio do projeto, uma vez que a planta enxuta não parecia ter espaço suficiente para tal instalação. “Dessa impossibilidade criamos o conceito de uma ‘sala fantasma’, que fica visível ou invisível de acordo com a necessidade do momento”, conta o arquiteto Sergio Camargo.

A grande sacada foi conceber a sala de reunião principal de modo que ela fosse completamente removível: quando é preciso preparar o terreno para um evento ou projeção, desliza-se suas divisórias de vidro articuladas, fazendo com que se sobreponham e desapareçam por completo. O passo seguinte é livrar o espaço de sua grande mesa, o que é feito por meio de um engenhoso sistema de elevação. Basta apertar um botão para que desça do teto quatro fitas de aço e se conectem ao tampo, que, apesar de seus 320 kg, é suavemente erguido até o forro, encaixando-se gentilmente na sanca de gesso. A base da mesa, então, é desmontada e encostada em uma das paredes, e passa a funcionar como um aparador. Voilà! Em poucos minutos, surge uma arena de cinema com quase 100 m², que integra ainda a praça de espera e a área do café.

CAIXA PRETA, MOSAICO COLORIDO
Toda a região técnica central, incluindo a “sala fantasma”, fica envelopada em uma espécie de caixa metálica preta, revestimento de lambril de aluzinc perfurado (Quadroline, da Hunter Douglas) recheado com lã de rocha, responsável por um efeito visual impactante e um excelente isolamento acústico, que garante a tranquilidade em todos os demais setores do escritório.

Escavados nessa caixa de metal ficam os lockers destinados aos funcionários – recobertas de laminado melamínico em cores variadas, as portas dos armários formam um vibrante mosaico que define a marcante identidade visual seguida em todo o projeto. Nas faixas de adesivos vinílicos aplicadas sobre as divisórias de vidro das salas dos diretores, tonalidades da mesma paleta se sobressaem sobre a base neutra, carregada em cinza e preto.

DADOS DA OBRA
ÁREA 1.150 m²
INÍCIO DO PROJETO 2017
CONCLUSÃO DA OBRA 2017

FICHA TÉCNICA
ARQUITETURA SCAA Arquitetura (autor: Sergio Camargo; equipe: Sarah Girotto e Daniel Chun)
CONSTRUÇÃO E GERENCIAMENTO Informov
SUPERVISÃO ARQUITETÔNICA DA OBRA SCAA Arquitetura
PROJETO DE ELÉTRICA E DADOS I2N Projetos
PROJETO DE AR-CONDICIONADO Isotemp
LUMINOTÉCNICA Lumini
CONSULTORIA ACÚSTICA Harmonia Acústica

FORNECEDORES
MOBILIÁRIO OPERACIONAL E MESA DE REUNIÃO Principal Lavore Móveis
SISTEMA DE ELEVAÇÃO DA MESA PRINCIPAL E ILUMINAÇÃO DO ESTÚDIO Comerci.all Iluminação Profissional
MOBILIÁRIO DECORATIVO Dumas Decorações, Fio Sob Tela, Moblo, Oppa, Ovo, Sunhouse, Teto
POLTRONAS OPERACIONAIS E REUNIÃO Novo Ambiente, Herman Miller
MARCENARIA Wood Design Marcenaria Técnica
SERRALHERIA Portwer
LAMINADO Formica
FORRO ACÚSTICO Heradesign Diarco, AMF Brasil FORRO DE GESSO ACARTONADO Knauf
REVESTIMENTO ACÚSTICO Owa, Sonex
PAINEL ACÚSTICO DE TECIDO 4 Mais, Lady
PAINEL METÁLICO REVESTIMENTO Siterc, Hunter Douglas
AR-CONDICIONADO E EXAUSTÃO Isotemp
INSTALAÇÕES ELÉTRICAS E DADOS Dai-Ichi
LUMINÁRIAS Lumini
ROLÔS E BLACKOUTS Hunter Douglas
PISO DE NYLON FLOCADO
REPOSICIONÁVEL Forbo
PISO VINÍLICO REPOSICIONÁVEL First Floor
TINTAS Suvinil
VIDROS VIdraçaria Botafogo
LOGOMARCAS Printfix
DIVISÓRIAS INDUSTRIALIZADAS Abatex
DIVISÓRIAS ARTICULADAS Dimoplac

POR CARINE SAVIETTO FOTOS NELSON KON