Consórcio Königsberger Vannucchi + Levisky Arquitetos elabora projeto de retrofit do Jockey Club de São Paulo

O Consórcio Königsberger Vannucchi + Levisky Arquitetos divulgou recentemente o projeto de requalificação urbana e preservação do patrimônio cultural do Jockey Club de São Paulo, elaborado em parceria com a Prefeitura de São Paulo. O projeto visa restaurar e preservar o patrimônio histórico tombado, além da criação de um parque privado de uso público.

Próximo a Marginal Pinheiros, o Jockey Club possui aproximadamente 600 mil m² e receberá intervenções como a retirada de dois quilômetros dos muros existentes; implantação de pistas de caminhada, boulevards e ciclovias de uso público; e conexões diretas as linhas de transporte público da região como as estações de trem da CPTM e de metrô da Linha Amarela.

“O Hipódromo Cidade Jardim tem área para receber a população, por isso vamos abrir as portas e derrubar os muros. Queremos criar mais espaços para o público se divertir com a família e os amigos. O Parque do Jockey ficará próximo à pista onde acontecem as corridas de cavalo e o público poderá vivenciar de perto a emoção de cada prova, além de apreciar os animais”, comentou o presidente do Conselho Administrativo do Jockey Club de São Paulo, Benjamin Steinbruch.

Por estar situado em uma Zona de Ocupação Especial (ZOE), conforme a Lei de Zoneamento 16.402/16), o projeto será executado em etapas e deverá atender todas as exigências da Prefeitura de São Paulo por apresentar uma condição específica de desenvolvimento urbano.

“Ao adotar visão sistêmica e integradora frente ao desafio de atender às expectativas dos diversos agentes envolvidos no projeto – o proprietário da área, os moradores do bairro, a população paulistana e o poder público em suas diversas instâncias -, desenvolvemos uma proposta de requalificação do Jockey Club de São Paulo com foco nas questões urbanas, sociais, culturais, legais e econômicas, em benefício da cidade”, comentaram os arquitetos urbanistas Jorge Königsberger e Adriana Levisky. “O Jockey reassume, assim, o papel que historicamente exerceu, desde o final do século XIX, como centralidade indutora do desenvolvimento urbano em São Paulo”, acrescentaram.

Por Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb